Desde o final da década de 1970 o Exército dos Estados Unidos usa helicópteros da família UH-60 Black Hawk, produzido pela Sikorsky, e essas aeronaves meio que se tornaram um ícone das forças armadas dos EUA. Mas agora eles vão ficar ainda mais interessantes: não vão mais precisar de pilotos.

O exército dos EUA e a Sikorsky mostraram recentemente uma variação do Black Hawk que consegue flutuar e voar sem a necessidade de um piloto. Sim, como um drone.

A ideia é que o novo Black Hawk – chamado de Optionally Piloted Black Hawk (OPBH) seja usado para o transporte de suprimentos para soldados em combate. Por não precisar de piloto, ele tem mais espaço para transportar mais carga. Mas, para o exército dos EUA, a grande vantagem é a redução de custos: em vez de duas pessoas a bordo do Black Hawk, este modelo precisa de apenas uma pessoa para controlá-lo – e isso tudo pode ser feito do chão.

Junto com o responsável por guiá-lo do chão, o OPBH também roda o software de aviação Matrix, desenvolvido pela Sikorsky. Com ele, a supervisão humana é quase dispensável, e tudo é feito com um sistema de inteligência avançado.

O OPBH ainda está sendo aperfeiçoado, e a ideia é que em 2015 os primeiros helicópteros não-tripulados comecem a voar. [Sikorsky via Wired]