Fotografias incríveis de uma praia em Nyda, na Sibéria, mostram milhares de bolas de neve naturais espalhadas por um trecho de 18 quilômetros do litoral.

Uma criatura bem esquisita foi encontrada em uma mina na Sibéria
Minerais estranhos encontrados na Sibéria são diferentes de tudo o que já vimos na natureza

As bolas de neve gigantes começaram a aparecer na praia há cerca de uma semana e meia. Moradores do vilarejo de Nyda, situado na Península do Yamal, pouco acima da linha do Ártico, disseram que nunca viram nada parecido com isso. As bolas de gelo e neve variam em tamanho de alguns centímetros a algumas que chegam a 1 metro de diâmetro – e eles dizem que são milhares delas.

As bolas de neve parece que foram cuidadosamente formadas por mãos humanas e depois estrategicamente espalhadas pela praia, mas na verdade a formação delas aconteceu através de processos naturais. Como Sergei Lisenkov, do Arctic and Antarctic Research Institute, na Rússia, explicou ao Siberian Times, elas foram causadas por um processo ambiental raro em que pequenos pedaços de gelo se formam e saem rolando empurrados pelo vento e pela água.

“Quando a água no golfo subiu, ela entrou em contato com o gelo. A praia começou então a ser coberta de gelo. E então a água se retraiu lentamente, e o gelo permaneceu. Seus pedaços saíram rolando pela areia molhada, e viraram essas bolas.

É um fenômeno natural raro. Como regra, o gelo se forma primeiro. E depois uma combinação da ação do vento com os contornos do litoral e a temperatura pode levar à formação dessas bolas.”

bolas-de-neve-1

Foto via Valery Togo/YouTube/Storyful

Apesar de excepcionalmente raro, esse tipo de coisa já aconteceu antes. Em 2014, várias dessas bolas surgiram no Lago Michigan, nos EUA.

[Siberian Times]

Foto de topo: Sergey Bychenkov/Arctic and Antarctic Research Institute