Assim como o Google já faz há algum tempo, o Facebook começou a divulgar hoje um relatório global de transparência com as requisições de informações sobre seus usuários feitas por autoridades no mundo. E o Brasil fez, apenas nos primeiros seis meses deste ano, pedido por informações de 857 usuários.

Ao todo foram feitas 715 solicitações para dados de 857 contas do Facebook pelas autoridades brasileiras no primeiro semestre de 2013. Esses pedidos buscam “informações para serem usadas em investigações oficiais”, segundo o Facebook, e envolvem nomes e algumas vezes endereços de IP e informações sobre a conta. Esses dados são usados em casos como roubos ou desaparecimentos.

E, assim como o Google, o Facebook também revelou a porcentagem das requisições que foram atendidas: por aqui foram 33% dos casos.

Ao todo o Brasil foi o sétimo país com mais pedidos de informações de usuários. Os Estados Unidos aparece como líder isolado. Metade dos pedidos foram feitos nos EUA, com algo entre 11.000 e 12.000 pedidos de 20.000 a 21.000 usuários (e 79% deles atendidos) – os dados não foram dados com precisão porque a rede social ainda espera autorização legal para isso. À frente do Brasil ainda aparecem Índia, França, Alemanha, Itália e Reino Unido. [Facebook via G1]