Até que foi rápido! Após muita angústia e discussão, o Recode diz que o CEO anti-gay da Mozilla Foundation renunciou ao cargo. O que um serviço de namoro online não consegue fazer?

Na semana passada, Brendan Eich foi nomeado CEO da Mozilla, e alguns dias depois, descobriu-se que ele doou US$ 1.000 em 2008 para uma proposta contra o casamento gay na Califórnia, o que fez com que muitos se revoltassem contra a nomeação de Eich. Em meio à polêmica, ele decidiu deixar o cargo.



Um post no blog da fundação detalha um pouco mais, além de trazer um pedido de desculpas:

A Mozilla se orgulha de manter um padrão diferente e, nesta última semana, não conseguimos cumprir isso. Sabemos por que tantas pessoas estão tristes e bravas, e elas estão certas: não nos mantivemos fieis a nós mesmos.

Não atuamos como se espera que a Mozilla atue. Não fomos rápidos o suficiente para nos comunicar com as pessoas quando a controvérsia começou. Pedimos desculpas. Devemos fazer melhor que isso.

Brendan Eich escolheu deixar o posto de CEO. Ele tomou essa decisão para a Mozilla e para a comunidade.

Bom para a Mozilla, para o OkCupid e para todo mundo. Agora vamos fazer o mesmo com o racismo!

Foto: Getty Images