Na cidade chinesa de Chongqing, surgiu algo curioso. Em um parque, uma calçada ganhou duas pistas: uma para as pessoas em geral, e outra para quem está distraído com o celular, com o aviso “ande nesta pista por sua conta e risco”. Essa é uma ideia que surgiu nos EUA, e não deu certo por lá. Infelizmente, a China também não teve muito sucesso.

A pista exclusiva para viciados em smartphone estreou em Washington, capital dos EUA, em julho. Trata-se de um experimento em ciência comportamental para o programa Mind Over Masses, do canal National Geographic.

Os resultados, segundo Rob Pegoraro, do Yahoo Tech, não foram muito animadores: só uma minoria dos pedestres mudou de pista, enquanto a maioria das pessoas usando celular não seguia as instruções da calçada – por estarem muito distraídos. A pista exclusiva acabou sendo tomada por fumantes, ciclistas e cadeirantes.

Na China, a calçada com duas pistas também não adiantou muito: “turistas atraídos para a calçada tiraram fotos dela. Mas muitos não cumpriram a regra, e alguém até mesmo estacionou um carro na calçada”, segundo a agência estatal China Daily.

Reprodução

E como nota o Quartz, essa calçada – inspirada no experimento de Washington – nem está em uma rua de verdade: “a nova sinalização só aparece em uma passagem de 50 metros, e está localizada em um parque temático bizarro chamado Yangren Jie (“Rua dos Estrangeiros”), que também abriga a maior privada pública do mundo”.

Tudo isso mostra que essas calçadas não dariam muito certo como um projeto real. Mas elas chamam a atenção para um problema crescente: cada vez mais pessoas usam smartphone na rua, e ficam distraídas com ele. Para resolver isso, teremos que encontrar um meio-termo entre ficar conectado e não atrapalhar o fluxo de outros transeuntes na rua. Infelizmente, isso não é tão simples quanto pintar algumas instruções no chão. [China Daily via Quartz]

Fotos por China Daily e News QQ