A qualidade de imagem das câmeras DSLR grandes seria ótima para o público em geral. Um problema é que essas câmeras são… grandes. Então eis a primeira tentativa da Nikon em pegar o sensor de DSLRs com formato DX e espremê-lo em uma point-and-shoot: conheça a Nikon Coolpix A.

Como você coloca um sensor APS-C em uma câmera simples? É preciso comprometer a lente. No caso da nova Coolpix A, a Nikon usa uma lente prime de 18,5 mm com abertura f/2.8. Isso significa que não há zoom, e você sempre tira fotos em grande angular.

No lado positivo, a lente deixa a câmera bem fina. Com 111 x 64,3 x 40,3 mm, a Coolpix A é bastante compacta para o que proporciona, mas é grande demais para o seu jeans.

No entanto, com 299g, ela é extremamente leve – para comparação, a D3200 (abaixo) pesa 709g com a lente kit. Ambas as câmeras têm sensor de imagem com o mesmo tamanho; ou seja, a qualidade de imagem provavelmente é muito similar. Elas não são análogos exatos, obviamente, mas dá para entender por que alguém iria sacrificar o zoom da lente para não ter que lidar com esse volume.

Nikon D3200

A Coolpix A tem um seletor de modo PASM na parte de cima, e um menu pop-up na tela LCD – exatamente o que você veria em uma DSLR. Além disso, ele tem muitos outros controles em seu corpo, e nós adoramos botões em câmeras.

Como o sensor tem 16,1 megapixels, sabemos que ele é da geração passada. Mas a câmera ainda tem boas especificações para fotos, mesmo para os padrões de hoje. Por exemplo, ela fotografa em ISO padrão de até 6400 (expansível a 25600), o que lhe dá muita flexibilidade. Ela também grava em Full-HD a até 30 fps.

Mas por US$ 1.100, ela talvez custe um pouco mais caro do que entusiastas estariam dispostos a pagar. Vejamos como a Coolpix A se sai quando for lançada nos EUA em abril. [Nikon Coolpix A]

Nikon Coolpix A (2)