O alemão Günter Verheugen, comissário da União Europeia

As principais fabricantes de celulares do mundo, incluindo LG, Nokia, Sony Ericsson e Apple, vão criar um modelo único de carregador para celulares na Europa — e, se depender da Comissão Europeia, todos os equipamentos eletrônicos (notebooks e câmeras digitais) vão possuir um único carregador em até dois anos. E como isso afeta você?

Bem, primeiro vale destacar: que bom exemplo de proatividade! Dez fabricantes de celular assinaram de forma voluntária um acordo com a Comissão Europeia, órgão executivo da União Europeia, para criar um modelo único de carregador para "todos os aparelhos que transmitem dados" — isto quer dizer celulares que se conectam a um computador por meio de cabo USB.

Este carregador universal estará disponível já no meio do ano que vem. O padrão escolhido para o carregador foi o conector microUSB. E se o aparelho não tiver essa entrada? Um adaptador também estará disponível para estes telefones.

As empresas que toparam unificar os carregadores: LG, Motorola, Nokia, Apple, Research in Motion (que faz o BlackBerry), Samsung e Sony Ericsson, além das menos conhecidas Qualcomm, NEC e Texas Instruments. Essas empresas correspondem a 90% do mercado de celulares. Mas cadê a HTC e a Palm?

Segundo Günter Verheugen, comissário da UE, a medida tem dois objetivos: "facilitar a vida dos usuários" e reduzir o impacto ambiental de lixo eletrônico, já que "os consumidores não terão que se desfazer dos carregadores quando comprarem novos telefones". Já falamos que o problema do e-lixo é grave no mundo: 50 bilhões de toneladas de resíduos de computadores, celulares e afins são produzidos todo ano, segundo o Greenpeace.

E você pergunta: "como tudo isto me afeta?". Ora, a  notícia é ótima: imagine não ter que ficar isolado do mundo, sem celular, só porque você esqueceu o carregador em casa —é só pedir emprestado pra alguém. E logo, até notebooks e câmeras digitais vão seguir o exemplo:

Verheugen também indicou que o objetivo da Comissão é que todos os equipamentos eletrônicos dos consumidores, incluindo dispositivos como telefone celular, computador portátil e câmera de fotos digital, conte com um único carregador universal em um prazo de cerca de dois anos.

Bom pras empresas — que não estão ganhando dinheiro vendendo carregador —, bom pros consumidores e para o meio ambiente. Não sabemos quando os carregadores padronizados vão chegar no Brasil: pode não ser tão cedo. Mas o mercado brasileiro de celulares segue de perto as tendências do mercado europeu — mais que as tendências do mercado americano. E não seria difícil implantar a ideia europeia em terras tupiniquins. Na verdade seria fácil: um só modelo de carregador, um só padrão de conector. Espero que chegue logo! [G1 e Folha]