Carros de Fórmula 1 terão dispositivo elétrico de salto em hipervelocidade

Além de ser uma das animações 3D mais incríveis que eu tenha visto em um bom tempo, este vídeo de 2009 da Fórmula 1 mostra como funciona o KERS, um sistema de conversão de energia cinética para elétrica que permite saltos de velocidade.

Além de ser uma das animações 3D mais incríveis que eu tenha visto em um bom tempo, este vídeo de 2009 da Fórmula 1 mostra como funciona o KERS, um sistema de conversão de energia cinética para elétrica que permite saltos de velocidade.

KERS é uma sigla que significa, em português, Sistema de Recuperação de Energia Cinética, um engenhoso dispositivo mecânico que recupera a energia cinética desperdiçada durante a frenagem. Ele converte esta energia em energia elétrica, que por sua vez é armazenada em uma bateria na parte da frente do carro. E é aí que entra a parte realmente legal: uma vez por volta, a bateria atinge a sua capacidade total e o piloto do carro de F1 pode apertar um botão para dar um turbo de 6,5 segundos, acrescentando outros 82 cavalos à capacidade nominal do motor. Turbo boost, KITT, turbo boost!

A seguir, cogumelos e placas aceleradoras à la Mario Kart flutuando na estrada. [Valeu, Sergio!]

Sair da versão mobile