Uma misteriosa casa flutuante coberta de piche e aparentemente construída por um aventureiro canadense foi achada em uma praia irlandesa — a cerca de 5.000 km de distância.

Caçadores de restos de navios descobriram embarcação afundada há mais de 200 anos
18 fotos de navios em apuros

Segundo autoridades irlandesas, a equipe da guarda costeira inicialmente pensou que a estranha embarcação fosse uma espécie de trailer de viagem, por causa de seu formato e tamanho. Ao trazerem para terra firme, eles descobriram que a embarcação tinha painéis solares e um motor elétrico.

A única pista sobre a origem da embarcação era uma anotação enigmática rabiscada em uma parede interna. A mensagem foi aparentemente escrita por Rick Small, um canadense que ficou famoso na mídia no último ano após usar uma bicicleta movida a energia solar para percorrer o país.

mensagem-casa-flutuante

“Eu, Rick Small, doo esta estrutura a um jovem sem-teto”, diz a mensagem. “Para dar a eles uma vida melhor que os moradores de Newfoundland [cidade do Canadá] não quiseram dar! Sem aluguel, sem hipoteca, sem sistema hídrico.” (Facebook/Ballyglass Coast Guard Unit)

Não está claro se o barco pertencia, de fato, a alguém. No entanto, uma canadense disse que ela acreditava que a embarcação estava abandonada, quando ela a viu flutuando em Newfoundland em julho. Antes de chegar à Irlanda, o tal barco foi visto flutuando perto de Portugal em setembro.

Outros moradores de Newfoundland dizem que inicialmente Rick Small estava planejando navegar pelo oceano Atlântico.

“Eu o vi na baía no primeiro dia”, disse Ted Perrin no Facebook. “Estava tudo muito calmo… no dia seguinte nós tivemos ventos noroeste, o que tem efeitos sérios por aqui. Acho que ele descobriu rápido que o norte do Atlântico não é brincadeira.” [BBC]


Foto do topo por Facebook/Ballyglass Coast Guard Unit