A superfície de Marte está cheia de valas profundas e misteriosas. A teoria mais antiga sobre isso é que elas foram criadas por rios que corriam pelo planeta, mas ela acaba de ser desmentida. Então de onde vieram essas valas?

A sonda Curiosity da NASA vai ganhar novos poderes e mais autonomia
Astronautas estão vivendo sob a água para ter uma ideia de como é viver em Marte



Pesquisadores da Universidade John Hopkins vem estudando imagens da Mars Reconnaissance Orbiter, da NASA, há algum tempo. Inicialmente eles não perceberam nada que sugerisse que elas tivessem sido criadas por rios antigos, como as semelhantes que temos aqui na Terra.

Com a esperança de observar alguns depósitos de minerais e argila deixados para trás pelas águas, os pesquisadores colocaram scans coloridos compostos por cima de fotografias existentes. Mas quando eles observaram as fotos, os depósitos mais recentes que encontraram eram pequenas quantidades deixadas bilhões de anos atrás. Não havia sinais do fluxo de rios.

Isso não significa que a água líquida não flui em rios em Marte. Sabemos que isso acontece, porque já vimos isso em ação na superfície do planeta com a mudança de estações:

agua-marte

Imagem: Linhas escurecidas se movem conforme a temperatura aumenta, possivelmente representando o fluxo de água na primavera e no verão em Marte. Via NASA/JPL.

O que isso significa, no entanto, é que há ainda mais evidências que fortalecem um estudo do começo do ano que sugere que as quantidades de água eram muito mais esparsas em Marte do que acreditávamos.

No estudo, os pesquisadores mostraram que superestimamos a quantidade de água corrente no Planeta Vermelho devido a um fator perdido. Até esse ano, ninguém sabia que a água corrente em Marte também fervia na superfície, fazendo ela parecer ser mais profunda e turbulenta do que realmente é. Por mais que existe água corrente o suficiente por lá hoje em dia, não é nenhum tipo de rio profundo que seria necessário para esculpir essas valas.

Isso, no entanto, deixa uma questão a ser respondida. Se não foi a água, então o que cavou essas valas? Vamos ser sinceros, é bem difícil que seja ação de alienígenas com escavadeiras. Os pesquisadores suspeitam que a força que escavou essas coisas pode ter sido simplesmente o congelamento e descongelamento constante de dióxido de carbono ao longo de milhões de anos. O próximo passo é tentar confirmar essa suspeita.

[NASA]

Foto de topo: Um barranco marciano coberto com uma análise de composição de cores. Via NASA/JPL-Caltech/UA/JHUAPL