Todo ano, a chuva de meteoros Perseidas nos proporciona um show espetacular. Mas neste ano, ela vai trazer algo mais especial que o normal, e você não deveria perdê-la. Aqui você saberá como, quando e onde ver a chuva de meteoros.

A Perseidas é uma chuva de meteoros anual que ocorre tradicionalmente em agosto. Geralmente, a chuva começa com um pico de cerca de 100 meteoros por hora. Este número já é o suficiente para equipará-la com a Gemínidas, que é a maior chuva de meteoros que ocorre no ano, mas este ano nós deveremos ver cerca do dobro da quantidade, de 160 a 200 meteoros por hora.

Isso é chamado de explosão — e esta á primeira vez que isso ocorre na chuva Perseidas desde 2009. A já conhecida camada de meteoros que vemos durante a Perseidas ocorre em função da trilha de poeira e resíduos do cometa Swift-Tuttle. Neste ano, no entanto, a trilha do cometa foi atraída um pouco mais próximo da gente pela gravidade de Júpiter — e isso significa que em vez de passar pelas bordas da trilha da chuva de meteoros, nosso planeta passará diretamente pelo meio dela, dobrando a quantidade de destroços que veremos queimando lindamente na atmosfera.

perseidas-2009

Chuva de meteoros Perseidas em 2009. Imagem: NASA/JPL

Mas não é apenas o número de meteoros que devemos prestar atenção neste ano. Há algo excepcional sobre eles. Cada ano, a Perseidas mistura um alto número de bolas de fogo com a chuva, o que faz com que os meteoros queimem mais e de forma mais brilhante que meteoritos convencionais.

“A última explosão da Perseidas, que aconteceu em 2009, foi espetacular, com um bom número de bolas de fogo misturadas com meteoros convencionais”, disse Bill Cooke, da NASA, ao Gizmodo. “Parece que a deste ano, que vai ocorrer na noite desta quinta-feira (11) e a madrugada de sexta (12) será similar.”

Com uma velocidade média de quase 20 mil km/h, a trilha da chuva de meteoros que nós vamos ver vai ser bastante brilhante e longa. Porém, explosões de bolas de fogo podem significar não só mais meteoros brilhantes, significa que você também poderá ver “meteoros esfumaçados” — na verdade são rastros de luz ionizado que permanecem no céu mesmo após o meteoro passar.

Como ver

A melhor vista da Perseidas vai ser hoje à noite, embora talvez seja possível ver também amanhã e no fim de semana. A chuva de meteoro aparecerá em algum durante a noite, porém o pico deve ocorrer entre meia-noite e o amanhecer.

A maior ameaça ao ver a chuva de meteoros deste ano é um dos grandes inimigos do céu: a lua. Este ano, nós teremos uma meia lua para competir com a vista e que deverá esconder alguns dos meteoros. No entanto, mesmo com uma grande quantidade de meteoros esperada, nem mesmo a lua pode impedir de vermos pelo menos algo. De fato, a chuva deste ano vai ser excepcionalmente forte e brilhante, visível até mesmo em cidades. Caso não consiga ver, será possível ver via livestreaming do Slooh.

Agora, se você quiser ver mesmo ao vivo, não tem muito jeito: vá ao lugar mais escuro que você conhece. Assegure-se de ter um mapa de estrelas (ou um app, como o SkyMap, que tem para iOS e Android), um cobertor (pois estamos no inverno), água e salgadinhos. Deixe o telescópio e os binóculos em casa — eles vão te atrapalhar na tarefa de examinar o céu.

Um bom local para começar a observar é na região acima da constelação Perseus. Porém, se você quer ver os rastros dos meteoros, você deve deitar no chão e apreciar o céu enquanto ocorre uma espetacular chuva de meteoros.

Aqui como foi a chuva de meteoros em anos passados:

Foto do topo mostra chuva de meteoro Perseidas em 2013. Crédito: Jeff Berkes Photography.