A premissa do site é simples: alguém te sacaneou? Perdeu o emprego por causa de uma safadeza? Teu vizinho dá festas absurdas e ignora seus avisos? É hora de dar o troco de forma humorada e anônima, sem apelar para a violência. Há inclusive uma lista de 10 tipos de pessoas que costumam merecer um quilo de esterco, incluindo ex-namoradas, chefe cruel, “patricinha manhosa” e até pelo simples ato de sacanear um amigo.

Tudo acontece de forma muito simples: você escolhe que tipo de “pacote” irá enviar – entre sobras de elefante, carneiro, vaca ou cavalo, além do “especial do mês” –  fornece o endereço e paga o valor do “produto”, que varia de R$ 12,85 (vaca e cavalo) a R$ 15,25 (elefante). As opções de pagamento são diversas, incluindo cartões de crédito, boleto e depósito bancário, tudo com o selo de segurança da Locaweb.

A seção de depoimentos, apesar de agredir aos olhos com a combinação de Comic Sans e cor de fezes, merece destaque: uma das compradoras diz que enviou um quilo da porção de cavalo para a vizinha que não recolhia o cocô do cachorro na rua; outro diz que mandou cocô de carneiro para o aniversário de um amigo e que foi “o comentário da festa”. Apesar de prometer 100% de anonimato, o nome e a cidade de quem escreve um relato fica disponível para consulta. 

O site explica que o prazo de entrega dos pacotes varia com a opção de envio. Por Sedex, de 2 a 5 dias. Por encomenda normal, de 5 a 10. E para aqueles que duvidam da veracidade do envio, o pessoal do CocôMania explica:

Isso é fezes de verdade?

Sim, nosso cientista que embala as coisas na parte de trás do escritório sabe,mas nós garantimos que fede muito lá para trás,ele sempre esta misturando o cocô.Obrigado.

Nós ainda não fizemos o teste, mas se esse sistema for mesmo real, ele prova que a internet chegou ao ápice do absurdo e contesta a teoria de Chris Anderson, da Wired, de que a web morreu. Essa é a prova irrefutável de que o poder da internet vai além da compreensão humana. Não há limites. Nada pode detê-la. [CocôMania]