Carregadores proprietários são supremamente irritantes, mas eles também são uma afronta aos consumidores e ao meio ambiente, de acordo com a Comissão Europeia. Eles querem um carregador universal e, surpreendentemente, os fabricantes ficaram felizes da vida com isso.

O principal motivo condutor da campanha da Comissão é a redução do lixo eletrônico, que é sensível. Afinal, um carregador proprietário geralmente morre junto com seu aparelho, o que parece ser um tremendo desperdício. Surpreendentemente, fabricantes de celulares parecem estar relativamente ávidos para cumprir com a norma. A Associação GSM anunciou ontem que 17 fabricantes, incluindo Nokia, Motorola e Samsung concordaram com o minimicro-USB como o padrão – seguindo um precedente (inócuo até hoje) estabelecido por outros há mais ou menos dois anos.

Micro-USB nos celulares já tem sido um constante de todo modo, então parece ser uma opção sensata. Da mesma maneira, não é grande surpresa ver empresas como Samsung e Motorola concordando com um padrão que eles já usam às vezes, ou para outros trocarem para um padrão que, apesar de cortar as lucrativas vendas dos carregadores, torna as coisas mais simples e baratas no longo prazo. O verdadeiro desafio para a Comissão será convencer empresas como a Apple a entrar nessa – não que eles necessariamente terão alguma escolha. A propósito, a AFP diz que o padrão será o mini-USB, mas o press release da GSMA confirma que é micro-USB mesmo. [AFP]