Sim, um MP30. Antes de rir, coloque-se no lugar deste cara. Vendedor do MercadoLivre, com centenas de concorrentes oferecendo os mesmos celulares chineses com dois chips, com a carcaça imitando algum aparelho famoso. Como você faz para se diferenciar? Adiciona um número maior depois do MP, ora pois. Começou com o MP3 – que tocava música, era pen-drive e rádio FM (logo, MP3 funções) e parou temporariamente no MP30. Trinta funções? Como explicar que elas são melhores do que a do celular concorrente? Passamos horas admirando os anúncios desses smartphones e trazemos para você um guia para ver o que é interessante, o que é pura mentira e o que é simplesmente engraçado. 

Até o MP10, havia uma certa lógica sobre o número de funções que um aparelho desse tipo possuía. A partir daí, todo tipo de artimanha começou a ser usada para convencer aquele usuário curioso com modelos tão pequenos, tão parecidos com aparelhos caríssimos, a pagar um preço aparentemente aceitável. Mas num mar de estandes de celulares xing lings que dominam os principais locais do mercado cinza brasileiro ou até mesmo na grande feira livre que se tornou o MercadoLivre, não é fácil destacar seu produto, concorda? Eis uma seleção das melhores (ou mais hilárias) ofertas dos vendedores e toda a improbabilidade de elas serem reais:

Parece, mas não é

3 Chips

Enquanto empresas como LG e Samsung começam a popularizar seus aparelhos com dois chips agora, para provar que os celulares não ortodoxos são a vanguarda da telefonia móvel, já é possível encontrar aparelhos que prometem 3 chips de uma só vez. Como no caso desse BlackBerry Bold cover aqui, que não sabe se é MP25 ou MP30 – como se isso fizesse alguma diferença. Temos que admitir que ainda não testamos e até seja possível que o sistema funcione, mas duvidamos que três linhas respondam ao mesmo tempo – pense se a Anatel permitiria algo com essa quantidade de ondas sonoras. Bom, pelo menos, consta no anúncio que ele é 100% original. Ufa.

Projetor Embutido

Esse sim pode fazer brilhar os olhos de um comprador. O “Celular Projetor Mp30” vem com um projetor embutido na parte de cima, com direito ao escrito “HD 1080p”. Não é preciso dizer que é praticamente impossível que a imagem do projetor seja full HD: na parte de perguntas e respostas, o vendedor deixa claro que "para ficar bom a imagem tem de ter no máximo 26 polegadas". 

Câmera de 12 MP

O novo must have dos xing lings é ter também uma câmera de 12 megapixels, ou o limite que os smartphones oficiais atingiram. Mais da metade dos aparelhos têm essa função, mas é fácil descobrir o grande truque por trás do número: como no anúncio do celular-projetor, a maioria dos vendedores anuncia “12.1 MP interpolados (2.0 CMOS reais)”. Não conseguimos descobrir o misterioso gênio que criou esse segundo tipo de contagem de megapixels. Há também a opção de "2 câmera de 12 megapixels interpoladas". Olha, é muito megapixel. E, como qualquer um que já pegou um xing ling na mão, a realidade é assustadora: o sensor dos aparelhos não costuma passar do 1 MP, sendo muito comum encontrar máquinas com resolução VGA.

TV com chuvisco

Figurinha carimbada de todos os aparelhos, a TV embutida, que costuma trazer de brinde uma bela antena no melhor estilo rádio de pilha dos anos 90, é analógica. Claro, nada de TV digital por aqui, por mais que o sistema comece a se espalhar pelo país. Nos xing lings, a imagem depende do sinal da antena e o resultado costuma ser não muito bom, apenas quebrando um galho. Alguns vendedores até deixam claro que a TV analógica é colorida, o que nos faz imaginar a cara de tristeza das pessoas que estão vendo novela em preto e branco enquanto voltam para casa por falta de informação.

Bateria: live fast, die young

A duração da bateria de um aparelho xing ling varia muito, mas em média eles agradam o comprador nos primeiros dias. Costumam ficar longe da tomada por dias, independente do uso intenso ou não. A Info testou a bateria de alguns aparelhos vindos da Santa Ifigênia e confirmou a tese: um deles aguentou mais de 10 horas em conversação. Números de respeito, certo? E aí você se pergunta “então por que diabos as empresas não usam a tecnologia made in China?”. A resposta é simples: após os primeiros meses, a bateria começa a cair de rendimento de forma vertiginosa, até chegar ao limite: grande parte dos aparelhos não passam dos seis meses de vida, sofrendo convulsões e ataques cardíacos – leia-se problemas para ligar, voz robótica em ligações e rebeldia em fazer ações simples. Nenhuma dessas baterias tem homologação da Anatel, que faz longos e complexos testes antes de aprovar uma bateria. Fugindo do processo, as versões falsificadas usam toda a capacidade nos primeiros meses de vida, para depois deixar o usuário na mão.

Copiando e colando

HiPhone 4

Com direito a vídeo demonstrativo de 8 minutos, já é possível encontrar a versão xing ling do iPhone 4. O design imita o aparelho da Apple e até pode enganar em algumas fotos, mesmo sendo visível a escolha por materiais não tão resistentes, como no falso alumínio lateral, que foi substituído por plástico prateado. Mas, vejam só, ele tem também câmera frontal para videoconferências, mas não acreditamos que ele conseguirá se conectar ao FaceTime. Em suas especificações, alto-falante externo vira 3D SOUND, capacidade de ler arquivos TXT o transforma em e-Reader e a revolucionária função Shake, que muda a música, o canal ou as fotos “com um simples movimento” – a Sony Ericsson manda um alô. O engraçado é que, como o falso imita o original, o HiPhone 4 é um dos aparelhos mais caros do mercado alternativo – 749 reais.

BlueBerries

Teclado QWERTY, formato arredondado, até trackball. Você já viu esse aparelho pelas ruas, normalmente na mão de executivos com vastos bigodes e escasso cabelo, certo? Pois bem, os BlackBerries, da RIM, também são muito homenageados pelos celulares alternativos. A descrição deste aqui deixa bem clara a inspiração: “SIMILAR BLACKBARRY TOUR 9630 (F020 OU W9630)”. Não temos certeza se ele fará sucesso no seu escritório, mas ele pode te ajudar muito no expediente com as impressionantes funções de Calendário, Conversor de Unidades, Calculadora e até relógio mundial. 

Nckia e afins

A Nokia também não escapa dos clones, e o mais copiado é o E71, como nesta oferta. Apesar da configuração seguir o padrão da maioria dos aparelhos, ele tem pelo menos uma função que deve deixar o usuário curioso: a Health Management. Não sabe o que é? O Yahoo! Respostas pode te ajudar. Já este outro modelo tem "zoom profissional", o que pode ajudar muito na hora de tirar as fotos com todos os 2 MP anunciados.

Funções para animar a mesa de bar

Isqueiro virtual

FUNÇÃO ISQUEIRO VIRTUAL (UM ISQUEIRO VIRTUAL TOTALMENTE REALÍSTICO – VEJA O VÍDEO E SE IMPRESSIONE) (daqui)

Ok, talvez esse não seja o melhor caminho para convencer uma venda, mas não deixa de ser curioso: quando o primeiro iPhone foi lançado, o app Sonic Lighter, vendido por 99 centavos, era o melhor modo de exibir o aparelho da Apple por aí. Como nessa atrasada versão xing ling, o aplicativo não fazia absolutamente nada de interessante, apenas exibia a luz de um isqueiro que se movia utilizando o acelerômetro. É, talvez ninguém fique muito impressionado com isso. Próxima tentativa.

"Caveira" e "vidro estilhaçado"

Essa eu já presenciei in loco: um HiPhone mini é cheio de mistérios, claro. O que acontece quando você clica e segura o botão central do HiPhone, o home screen button do iPhone? Uma caveira aparece na tela, abrindo a boca e fazendo barulho. Bem útil, não? E quando você segura um ícone na tela sensível ao toque para movê-lo de lugar, como no iPhone? Um super trabalhado efeito especial trinca a tela do HiPhone. Bom demais para ser verdade.

Preço baixo = Popularização

Apesar do mar de especificações que não se confirmam, da vida útil curtíssima, a expansão dos aparelhos alternativos é absurda. Em cada vagão de metrô, em cada ônibus, em cada estádio de futebol, você encontra dezenas de pessoas assistindo a novelas, jornais ou melhores momentos num aparelho com antena erguida. A razão só poderia ser uma: o preço. Enquanto smartphones topo de linha recebem todas os impostos e ainda precisam dar lucro às empresas, os HiPhones e afins não passam pela extensa malha tributária. Isso significa que, após contrabandear com sucesso os aparelhos, o vendedor não precisa de muito para lucrar. Assim, é possível comprar um xing ling por até 100 reais. Que aparelho você compraria numa loja autorizada por esse valor? Ele terá TV embutida? Fará efeito caveirinha? Terá tela colorida? Claro que não. Ter assistência técnica e garantia de mais de três meses não é o bastante para convencer as pessoas a preferirem um Nokia com lanterninha a um BlackBerry Bold alternativo.

Nós, do Giz, não recomendamos a compra de um xing ling, é claro, pela enorme lista de malandragens e problemas listadas acima. Mas não é difícil entender os motivos da popularização dos aparelhos, e avisamos desde já que não iremos julgar nenhum leitor que tenha um celular alternativo no bolso. Muito pelo contrário, queremos saber que problemas e soluções vocês têm com ele. Dá para confiar em suas habilidades? Nas funções mais básicas, como despertador, ele toca o cuco no horário que você quer? Abra o coração nos comentários.