Você já notou amigos seus (ou você!) curtindo coisas no Facebook que eles (ou você) jamais curtiriam? E você já viu alguém curtindo uma página no Facebook, mesmo que a pessoa esteja… morta? Sim, isso está acontecendo. Tudo por causa de um submundo estranho dos likes no Facebook.

O ReadWrite investigou o estranho fenômeno de curtidas falsas ou acidentais, mostrando inúmeros exemplos de pessoas que afirmam nunca terem curtido uma empresa ou marca, mesmo que o Facebook mostre que elas curtem, sim.

O Facebook diz que estes likes falsos não são falsos: são apenas erros “acidentais”, que você possivelmente cometeu ao “pressionar inadvertidamente um botão, talvez no app móvel”. Será? Parece que esses “acidentes” estão ocorrendo cada vez mais. Bem, talvez seja um bom momento para ver o que você curtiu no Facebook, e checar se há algum like que não interesse a você – veja isso no link facebook.com/[seu nome de usuário]/favorites .

E como explicar as aparições de pessoas que já morreram, mas que o Facebook ainda insiste em mostrar no feed? “Pessoa curte Empresa X”, diz o Facebook. Mas ela morreu! A imagem abaixo mostra um like zumbi, datado de 1° de novembro (Alexander Gomez faleceu em março):

A explicação vem do ReadWrite:

Um porta-voz do Facebook diz que o “like” de pessoas mortas pode acontecer se uma conta não for “transformada em memorial” (ou seja, se ninguém avisar ao Facebook que o titular da conta já morreu). Se ninguém diz no Facebook que o titular da conta faleceu, o Facebook continua operando no pressuposto de que a pessoa está viva.

E o Facebook opera da seguinte forma: reciclando e reutilizando os likes dos usuários, para dar mais exposição às marcas e páginas. Então, se você curtiu algo há muito tempo, isto poderia aparecer de novo – no feed de outras pessoas – como se fosse um like novo.

Decididamente, o Facebook está ficando cada vez mais estranho. Leia mais sobre o fenômeno no link a seguir: [ReadWrite]