1) Modifique bancos públicos na Nova Zelândia para que, quanto alguém sentar neles, uma propaganda fique carimbada na coxa de quem estiver usando roupa curta. 2) Pronto!

A ideia questionável veio da agência DDB, para anunciar uma liquidação de shorts curtos das lojas Superette. Os anúncios foram colocados em “bancos de pontos de ônibus, shoppings e parques”. Claro que a propaganda não deve ficar legível nas coxas, e só deve irritar as pessoas, deixando-as marcadas que nem boi.

Punir mulheres por usar shortinho? Tá errado isso aí. [Best Ads On TV via Copyranter via Neatorama]