Você conhece uma peça de xadrez quando vê uma. Elas devem ser o objeto mais fácil de se reconhecer em jogos. Mas elas nem sempre foram desse jeito. Na verdade, pela maior parte do tempo elas nem tinham um formato. A Smithsonian Magazine estudou as raízes deste design icônico e ele não é tão velho como você deve imaginar.

O xadrez nasceu na Índia por volta do século VI, e pelo milênio seguinte em diante, suas peças estavam longe de serem universais em nome e design. As cavalarias, elefantes e carruagens foram substituídas por membros das cortes reais quando o xadrez começou a pegar na Europa da Idade Média, mas ainda demoraria alguns séculos antes de um design universal dar as caras.



Da Smithsonian Magazine:

As peças de xadrez de Staunton são as que conhecemos e amamos hoje, as que nós simplesmente consideramos como peças de xadrez. Antes da sua invenção, existia uma grande variedade de estilos populares na Inglaterra, como as de Saint George, English Barleycorn e Northern Upright. Isso sem contar as variações regionais e culturais. Mas o modelo Staunton rapidamente superou todas elas.

Variações como estas, por exemplo:

xadrez2

Apesar de serem nomeadas a partir de Howard Staunton – o promotor de xadrez do século XIX em Londres – as peças foram desenvolvidas pelo arquiteto Nathan Cook em meados dos anos 1800. Cook pegou o clima geral greco-romano da Londres vitoriana que vivia e juntou com um sentido do que cada peça representava. O resultado foi o design que conhecemos hoje.

xadrez1

Staunton se interessou pelos projetos de Cook e emprestou seu nome para as peças, e o resto é história. Existem formas alternativas por aí, mas a maior parte segue a interpretação de Cook, incluindo o novo conjunto encomendado pelo Campeonato Mundial de Xadrez.

E por mais que tenha sido divertido misturar as coisas, a colaboração de Cook e Staunton parece ter influenciado o visual do jogo por pelo menos mais alguns séculos. Felizmente, ele ganhou um clima atemporal. Você pode ir até a Smithsonian Magazine para mais sobre a história do estilo do jogo clássico. [Smithsonian Magazine]