Você acha que levar suas compras e roupas limpas até o quinto andar do seu prédio um saco? Tente levar essas coisas para uma base submarina sem que elas fiquem encharcadas. Como se faz isso? A resposta é surpreendentemente retrógrada: tanques pressurizados.

Os tanques pressurizados são latas de tinta modificadas com uma válvula de liberação que permite que elas gradualmente normalizem a pressão que as cercam. Quando elas descem até o habitat, as válvulas deixam o ar fluir lentamente, ajustando-se a um ambiente que está a uma pressão 2,5 vezes maior que a da atmosfera regular; quando chegam, elas deixam que a pressão vaze lentamente. Grampos ou parafusos seguram as tampas e os mergulhadores as levam a 15,2 metros de profundidade até a entrada da Aquarius Reef Base. Sem o vazamento da válvula, um tanque seria perigosamente comprimido quando trazido à superfície — a tampa poderia literalmente voar pelos ares quando os parafusos que a prendem fossem soltos. Quando trazidas para o fundo, o vácuo do recipiente tornaria impossível abri-lo.

No início das missões, o transporte dos tanques pode levar algumas horas, com um par de mergulhadores fazendo 10~15 viagens de toalhas, comida, roupas, papéis, eletrônicos e outras coisas pessoais que os Aquanautas precisam durante as suas missões. Durante a missão, os mergulhadores transportam de um a dois tanques por dia, e trazem lixo no retorno.

Viver embaixo d’água ainda depende muito do suporte da superfície. O que talvez explique por que tantos laboratórios submarinos encerraram suas atividades nas décadas de 1960 e 1970. Claro, isso me faz pensar como um laboratório desses moderno seria, com mais sistemas de auto-suficiência e projetado com tecnologia atual.

Missão Aquarius é nossa viagem de uma semana para o último habitat submarino do mundo: a Aquarius Reed Base.

Brian Lam é um jornalista explorador de oceanos e editor do Scuttlefish e do Wirecutter. Ele é veterano do Giz e colaborador da Wired. Os vídeos foram fornecidos pela One World One Ocean, uma campanha dedicada a contar a história do oceano através da multimídia.