Planos 3G pré-pagos podem ser ótimos para navegar de forma esporádica na internet – fora de casa, por exemplo. É melhor que pagar um plano mensal fixo! Além disso, o 3G pode servir como alternativa temporária se cair a internet fixa de casa.

Mas a que custo? Decidimos comparar os planos das operadoras para o 3G pré-pago.

Ontem, a Oi lançou novos planos de internet pré-paga para laptops e tablets, com preços variando entre R$1,89 por dia a R$59,90 por mês. Vejamos se eles são dispensáveis, ou se valem a pena.

Nenhum dos planos mencionados aqui tem cobrança de excedente: todos eles apenas reduzem a velocidade quando você atinge a cota. Os preços foram consultados para São Paulo/SP.

Primeiro, dê uma olhada nos planos pré-pagos voltados para PC e tablet. Como você pode notar, existem poucos! A Vivo não oferece esse tipo de plano, enquanto TIM e Claro só têm opções diárias. E o plano diário da Oi é, de longe, a pior opção: a cota é menor, e a velocidade máxima prometida não é um diferencial.

Quanto a planos semanais e mensais, no entanto, não há concorrentes no pré-pago. Aí o jeito é explorar os planos 3G pós-pagos: eles começam a partir de R$29,90 por 300 MB, de cara mais vantajosos que os planos pré da Oi. (Vale notar que o plano mensal da Oi a R$59,90 oferece Oi Wi-Fi gratuito em locais públicos.)

Para smartphones, a situação é um pouco melhor: as operadoras TIM, Claro e Oi oferecem mais opções. De novo, a Oi oferece as piores condições: o preço é semelhante, mas as cotas de download são menores.

No fim, tudo vai depender da operadora que tiver o melhor sinal onde você mora; no caso de smartphones, pesa na decisão a operadora que você já usa (e que seus conhecidos usam). No entanto, mesmo assim a oferta de planos 3G pré-pagos é fraca. Para os que querem um 3G pré-pago como reserva, como uma opção sem cobrança mensal, o jeito é continuar esperando. [G1]

Planilha com as tabelas