Você já deve ter visto a cena: jogadores de futebol desembarcando do ônibus com fones gigantes. Mas o que eles ouvem? Corinthians e Napster vão começar a responder esta pergunta: o clube de futebol paulista e a plataforma de streaming lançaram hoje o Corinthians by Napster, que traz, entre outras coisas, playlists criadas por jogadores do time alvinegro.

Antes de mais nada: sim, o Napster ainda existe. A marca nasceu como software de compartilhamento de arquivos por P2P lá em 1999, arrumou briga com o Metallica e com a indústria fonográfica e passou por vários donos, até ser comprada pela Rhapsody e se tornar um serviço de streaming legalizado. No Brasil, ele chegou em 2013, primeiro como um substituto do Sonora, do Terra, e depois como serviço independente.

>>> Assine a newsletter semanal do Gizmodo

O Corinthians by Napster traz conteúdo exclusivo para os torcedores do time paulista nos mesmos moldes da concorrência: curadoria de playlists. Aqui, claro, a temática é o futebol e o clube: grandes sucessos dos anos dos principais títulos do Corinthians, músicas sobre futebol, “esquentas” para jogos e, claro, o que cada jogador ouve. No lançamento, estão disponíveis as listas feitas pelos atletas Cássio, Cristian e Vágner Love. Alguns torcedores ilustres, como o rapper Rappin’ Hood, serão curadores das listas temáticas.

A política de preços é o mesmo do Napster comum: são 30 dias de teste grátis e depois, R$ 14,90 por mês. Não há planos gratuitos com propaganda, como fazem concorrentes como Spotify ou Deezer. Sócios-torcedores do Corinthians terão algumas ações exclusivas, como participação na montagem das listas de preparação para jogos ou, para alguns sorteados, um período maior de testes — o preço, no entanto, continua o mesmo.

A união é inédita: o Corinthians é a primeira equipe esportiva a fazer uma parceria com um serviço de streaming musical. “Nós estamos preparando algumas ações com times da Europa e dos Estados Unidos, mas achamos melhor começar pela América Latina, e não havia parceiro melhor que o Corinthians”, diz Roger Machado, diretor de negócios e marketing do Napster na América Latina.

“A parceria é uma forma de trazer mais receitas para o clube, assim como todas as ações do departamento de marketing”, diz Gustavo Herbetto, superintendente de marketing do Corinthians. Para divulgar a parceria, já no próximo domingo, o grupo Sambô fará um show antes do jogo contra o Joinville, e a marca do Napster estará estampada nas mangas do uniforme alvinegro. (Vem cá: quem poderia imaginar, lá em 2000, que o Napster ia acabar nas mangas de uma camisa de futebol?)

E você, torcedor, está disposto a mudar de serviço de streaming para ter ficar mais perto do seu clube?