Tarja de leitura, chip, aproximação e, agora, um sorriso. Essas serão as formas de pagamento de um futuro não tão distante.

A Mastercard anunciou um novo sistema de pagamento biométrico que usa reconhecimento facial em vez de cartões, smartphones ou senhas.

Para anunciar a novidade, Mastercard também apresentou uma pesquisa que aponta que 74% dos consumidores no mundo todo encaram a tecnologia biométrica de forma positiva. Segunda a bandeira de cartões, o mercado de tecnologia biométrica sem contato deve atingir cerca US$ 18,6 bilhões até 2026.

A empresa diz que o novo recurso de pagamento, batizado “Checkout Biométrico”, permitirá que um consumidor escaneie seu rosto usando o aplicativo de um varejista e vincule sua imagem a um cartão de banco.

Isso não é 100% novo, é verdade. O sistema já existe de forma semelhante no FaceID, da Apple, para aprovar pagamentos ou desbloquear um dispositivo.

A gigante de pagamentos ainda ressaltou que após o sistema estar totalmente integrado em todos os locais, os clientes poderão simplesmente verificar a conta e sorrir para uma câmera ou acenar com a mão sobre um leitor para pagar.

Os estabelecimentos contarão com um app, desenvolvido pela pequena empresa brasileira Payface, que já faz parte das start ups promovidas pela Mastercard como parte de seu programa de engajamento “Start Path”.

Segundo comunicado da empresa, inicialmente, a nova tecnologia começou a ser testada esta semana em cinco mercados da franquia St. Marche, em São Paulo.