A cada semana chegam mais e mais novidades nos catálogos dos serviços de streaming de Netflix, Prime Vídeo, Disney+ e Globoplay. Por isso, o Gizmodo Brasil separou alguns títulos que podem interessar, como o mais novo drama nacional do Globoplay e a animação que vai expandir o universo Star Wars. Confira:

Disney+

The Bad Batch

Depois do sucesso atemporal da trilogia original, o universo de Star Wars se expandiu para outros produtos, como livros, brinquedos e séries animadas. Dentre os queridinhos, está The Clone Wars, que depois do seu cancelamento em 2014, estreou no catálogo do Disney+ em 2020. A partir dele, pudemos ver mais sobre Anakin Skywalker, Obi-Wan Kenobi, Darth Maul e Padmé Amidala, além da introdução de personagens icônicos como Ahsoka Tano, guerreira jedi treinada por Skywalker na época das Guerras Clônicas.

Agora, com The Bad Batch, vamos conferir um pouco mais do que já foi apresentado em Clone Wars. A série animada, que já lançou dois episódios, segue os clones experimentais de elite conhecidos como Os Malfeitos, enquanto eles percorrem uma galáxia em rápida transformação. Revelando serem rebeldes das ações de Palpatine, já podemos esperar vários momentos de ação e emoção, o que trará um envolvimento mais forte por parte do público. Indispensável para qualquer fã da franquia.

Prime Vídeo

The Boy From Medellín

É sempre curioso assistir a documentários que mostrem os bastidores por trás da vida e rotina de diversos artistas em destaque no cenário musical. Mesmo que existam momentos que claramente são colocados para criar maior empatia e emoção no público, também é uma forma de aproximação entre ídolo e fãs. É formula que dá certo quando bem executada, como no caso de Miss Americana de Taylor Swift e Blackpink: Light Up the Sky, do conhecido girl group coreano formado por Jennie, Jisoo, Lisa e Rosé.

Nesta semana, estreou no Prime Vídeo um relato íntimo do cantor colombiano J Balvin, responsável por hits como “Tu Veneno”, “Mi gente” e “Un dia”. Ao longo do documentário, o espectador acompanha sua preparação para a apresentação mais importante de sua carreira – um show lotado em um estádio na sua cidade natal, Medellín, na Colômbia. Além disso, também vemos a opinião do artista em relação aos protestos estudantis e as críticas do setor acadêmico que ocorriam na Colômbia durante as gravações do documentário. É uma boa forma de conhecer uma referência latina na música e mais da cultura colombiana.

Globoplay 

Onde Está Meu Coração

Tratar sobre dependência química em uma obra exige muita responsabilidade, além de boas intepretações. Mas, ao que parece, iremos encontrar estes dois tópicos na série brasileira Onde Está Meu Coração, que traz em seu elenco nomes de peso como Mariana Lima, Fábio Assunção e Daniel de Oliveira. É uma das grandes apostas do Globoplay para este ano, que recebeu muitos elogios por parte dos críticos do 70º Festival de Berlim, ocorrido em 2020, especialmente a atuação e entrega da atriz Letícia Colin, que assume o papel da protagonista.

Assine a newsletter do Gizmodo

Na história, Amanda (Colin) é uma jovem médica bem-sucedida e idealista, vinda de uma família de classe alta, que se deixa levar pelo prazer fugaz das drogas sem conseguir mais dar conta da sua vida profissional e afetiva. Em entrevista ao Gshow, os autores dizem que a série é um retrato de reflexões do comportamento humano. “Amanda não adoece sozinha; as pessoas a sua volta, familiares e amigos, adoecem junto. E isso é importante de ser retratado e discutido em uma obra de ficção”. Uma excelente dica para maratonar (com moderação) neste final de semana.

Netflix

Monstro

Baseado no livro de mesmo nome do autor Walter Dean Myers, a obra aborda questões raciais dentro do campo jurídico. O trailer (que você pode conferir abaixo) já dita o tom dramático do filme, que traz em seu elenco nomes como Jennifer Hudson (Dreamgirls), John David Washington (Tenet), Jennifer Ehle (Orgulho e Preconceito) e Tim Blake Nelson (Watchmen). Com produção do cantor e compositor John Legend e direção de Anthony Mandler (responsável por vários videoclipes de artistas americanos), o filme apresenta todos os elementos para transmitir sua mensagem, especialmente combinado com a excelente trilha sonora (que claramente poderia ser indicada ao Oscar 2022).

No filme, o jovem Steve Harmon (Kelvin Harrison Jr.), um aluno de 17 anos, é acusado de homicídio doloso. Assim, a obra mostra a dramática trajetória desse inteligente e simpático estudante do Harlem, que frequenta uma escola de elite, em uma batalha judicial complexa que pode deixá-lo para o resto da vida na prisão. Vale a pena conferir, especialmente para refletir quanto a proposta trazida pela história.