Depois de uma jornada de 567 milhões de quilômetros, o robô explorador Curiosity pousou com sucesso na superfície de Marte. Sim, a NASA ainda consegue fazer a magia interplanetária acontecer.

O rover Curiosity é mais um passo para a exploração de Marte. O diretor da NASA, Charles Bolden, diz que a missão procura “buscar respostas novas a velhas perguntas: se houve vida em Marte, ou se o planeta será capaz de sustentá-la no futuro”.

O presidente americano, Barack Obama, tem planos de levar o homem a Marte até a década de 2030, e este é um “passo significativo” nesta direção, diz Bolden à EFE.

O Curiosity levou mais de oito meses para chegar ao planeta vermelho. Ele pesa 900 kg e tem 3 m de comprimento – tem o tamanho de um carro pequeno. Ele leva instrumentos para medir a temperatura, pressão, radiação ultravioleta, e possui uma antena para envio de dados à Terra.

A NASA preparou esta animação (em HTML) para explicar como foi o pouso da Curiosity. E Jesus Diaz, do Gizmodo US, acompanhou o pouso direto do Laboratório de Propulsão a Jato, com a equipe da NASA. O liveblog completo está aqui, e estes são os principais momentos:

  • Às 2h15 (horário de Brasília), a cápsula com o robô se destaca do módulo que o levou até Marte. A cápsula começa, então, a descer até a superfície.  

    Assim começam os “Sete Minutos de Terror“: uma sequência coordenada que envolve acionamento de foguetes, o maior paraquedas supersônico já criado e mais de 500.000 linhas de código. Será a manobra de descida mais complexa que um robô já realizou.

  • Às 2h20, a cápsula começa a sentir a atmosfera de Marte. Foguetes são ativados para acertar sua posição de pouso.
  • Às 2h29, o paraquedas é ativado, após a cápsula atingir a velocidade Mach 2 (2.450 km/h). Este é o paraquedas mais importante do sistema solar, e você pode ver aqui como ele funciona.
  • Às 2h31, tudo acontece muito rápido: a cápsula se abre, e um “skycrane” dentro dela cai em queda livre, sem paraquedas. O skycrane leva dentro de si o Curiosity, e possui foguetes para desacelerar a queda. Antes de tocar o solo, o skycrane se abre e enfim revela o Curiosity. Os foguetes continuam ativos para reduzir a velocidade de impacto.

Enfim, às 2h32, todos veem o Curiosity pousar em Marte. A equipe fica extasiada:

Na verdade, o robô tocou o solo marciano às 2h18, mas há um delay de 14 minutos na transmissão entre Terra e Marte.

Um minuto depois, ele já começa a enviar dados e imagens da superfície, divulgadas através do Twitter @MarsCuriosity. Ele começa a enviar fotos coloridas e maiores ainda esta semana.

O robô Curiosity vai passar os próximos dois anos explorando o planeta vermelho. E assim começa mais uma grande missão a Marte. [Gizmodo US, EFE/Exame e The Verge]