A Cyanogen anunciou o fim do desenvolvimento da sua ROM modificada do Android, e agora vai se concentrar em distribuir módulos com recursos para fabricantes usarem como bem desejarem em seus dispositivos.

Cyanogen cria variante do Android com serviços embutidos da Microsoft



O projeto da Cyanogen era de desenvolver um Android modificado mais aberto do que o Google. A empresa até fechou parceria para incluir produtos da Microsoft no sistema operacional, conforme foi anunciado em fevereiro durante a conferência Mobile World Congress em Barcelona. Mas as coisas mudaram, e o Cyanogen OS não vai mais ser atualizado.

Como explicou a empresa em um post em seu blog oficial:

“Para manter nossa missão de criar uma plataforma Android verdadeiramente aberta, colaborativa e irrestrita, estamos hoje [ontem, dia 10] anunciando um novo programa Cyanogen Modular OS. Ele foi projetado para atingir o objetivo original de um Android mais aberto e inteligente sem as limitações exigidas pelo Cyanogen OS completo e por dispositivos individuais.”

O que motivou a mudança de estratégia foi a cada vez maior fragmentação do Android – não exatamente do sistema do Google, e sim dos dispositivos.

“O Android se tornou extremamente fragmentado, causando sérias vulnerabilidades de segurança e pouco ou quase nenhum incentivo para fabricantes de dispositivos entregarem atualizações de software e/ou patches de segurança. O aumento na demanda por smartphones de baixo custo, junto com a corrida por especificações técnicas, deixou fabricantes focadas em escala e eficiência, enquanto comprometem investimentos em softwares e serviços. A inovação não pode acontecer em um vácuo, que é o que temos hoje.”

Em vez de distribuir uma plataforma completa, a Cyanogen vai se concentrar em desenvolver partes dela: serão módulos dinâmicos que podem ser usados em qualquer versão do Android, e não apenas no Cyanogen OS. Então fabricantes vão poder escolher algumas funções específicas da ROM para adicionar ao dispositivo com Android. Pense em recursos exclusivos de modificações de fabricantes que podem ser instalados em qualquer aparelho independentemente da versão do Android que ele roda.

Na atualização do Cyanogen OS anunciada em fevereiro, o sistema incluía, por exemplo, integração com o Skype diretamente do app do discador – em vez de forçar os usuários a instalarem o Cyanogen OS inteiro para ter isso, a ideia agora é distribuir MODs que incluam essa função específica (entre muitas outras) para quem quiser usar.

Como era de se esperar, a comunidade de desenvolvedores não vai deixar o Cyanogen morrer: o CyanogenMod continua recebendo atualizações, e o CM14, baseado no Android Nougat, vem aí.

[Cyanogen via The Next Web]

Foto por Cyril Gauthier/Flickr