A noite da sexta-feira (25) chocou o mundo da música. Do beatle Ringo Starr a Steven Tyler (Aerosmith), passando por Mick Jagger, Liam Gallagher (Oasis), Ozzy Osbourne e muito mais.

Quase todos os artistas envolvidos com rock e pop em festivais foram surpreendidos pela morte do carismático baterista Taylor Hawkins, aos 50 anos. O músico era integrante do Foo Fighters, a banda de rock do ex-Nirvana Dave Grohl.

Hawkins morreu num quarto de hotel em Bogotá, na Colômbia, na véspera do festival Lollapalooza, em São Paulo. O Foo Fighters cancelou o show que faria no festival colombiano Estereo Picnic na sexta-feira, e não deve tocar em Interlagos neste domingo.

Segundo o jornal colombiano El Tiempo, as primeiras versões apontam que o músico sentiu fortes dores no peito, chegou a ser atendido no Hotel Casa Medina, mas, quando os médicos chegaram, ele já estava morto.

Em nota oficial, o Foo Fighters confirmou a morte, não revelou a causa, e pediu respeito à dor da família do baterista. A nota deu início de uma repercussão gigantesca nas redes sociais.

 

Hawkins estava há 25 anos com o Foo Fighters –antes, era da banda de Alanis Morissette–, e sempre foi considerado um músico vigoroso, o famoso “baterista de mão cheia”, além de ser um cara de sorriso fácil e uma empatia sem medidas com colegas da música –e, principalmente, com os fãs.

Na terça-feira (22), em Assunção, no Paraguai, onde o Foo Fighters iria se apresentar (a chuva forte cancelou o show), uma vigília de fãs se montou à frente do hotel Sheraton. O destaque foi uma garota de 9 anos chamada Emma Sofía, que colocou uma bateria na rua e começou a se apresentar, na esperança que a banda descesse para dar um alô. Dito e feito. Momentos depois, Taylor Hawkins desceu e foi apreciar a apresentação da menina, causando euforia na pequena multidão.

 

Por gestos como esse, a morte de Hawkins está sendo tão lamentada. Confira a repercussão abaixo.

 

 

 

 

 

O último show de Hawkins com o Foo Fighters foi o de sexta-feira passada (18) no Lollapalooza no Chile. Veja aqui a íntegra da apresentação.