Neil Armstrong, o comandante da Apollo 11 e o primeiro homem a pisar na Lua, morreu hoje aos 82 anos em decorrência de complicações em uma cirurgia no coração a que se submeteu três semanas atrás.

Da NASA:

“Neil A. Armstrong, o primeiro homem a andar na Lua, nasceu em Wapakoneta, Ohio, em 5 de agosto de 1930. Ele começou sua carreira na NASA em Ohio.

Após servir como aviador naval entre 1949 e 1952, Armstrong entrou para a NACA (National Advisory Committee for Aeronautics)  em 1955. A sua primeira tarefa foi no Centro de Pesquisas Lewis (hoje NASA Glenn), em Cleveland. Ao longo dos 17 anos seguintes, ele foi engenheiro, piloto de testes, astronauta e administrador da NACA e da agência que a sucedeu, a NASA.

Como um piloto pesquisador no Centro de Pesquisas de Voo da NASA em Edwards, California, ele foi piloto de projeto em muitas aeronaves de alta velocidade pioneiras, incluindo o conhecido X-15 de 4000-mph. Ele voou em mais de 200 diferentes modelos de aeronaves, incluindo jatos, foguetes, helicópteros e planadores.

Armstrong foi transferido para o status de astronauta em 1962. Ele foi designado como piloto comandante para a missão Gemini 8. A Gemini 8 foi lançada em 16 de março de 1966 e Armstrong desempenhou a primeira acoplagem bem sucedida no espaço entre dois veículos da história.

Como comandante espacial da Apollo 11, a primeira missão lunar tripulada, Armstrong ganhou a distinção de ter sido o primeiro homem a aterrissar na Lua e o primeiro a pisar em sua superfície.”

Como sempre, é trágico perder um herói, especialmente um cujas conquistas foram tão lendárias quanto grandiosas como as de Neil Armstrong. Com um passo histórico, ele mostrou ao mundo o tipo de feito que a humanidade é capaz de alcançar. Ele fará falta. Descanse em paz, Neil, você está de volta junto às estrelas. [NBCNews]