A Dinamarca registrou um novo patamar global de aproveitamento de energia eólica: a nação escandinava anunciou que quebrou um recorde mundial de energia, ao usar turbinas eólicas para gerar 42% da eletricidade do país em 2015.

A porcentagem é a maior já registrada, segundo a Energinet, a operadora dinamarquesa de energia elétrica. Em 2014, a energia eólica foi responsável por 39% da capacidade elétrica do país, que também já era um recorde.

Um grande fator para o feito atingido pela Dinamarca foi um excepcional ano com muito vento, segundo a Energinet. Além disso, a participação da energia éolica no consumo do país tem aumentado anualmente desde 2008, um sinal claro de que o país tem investido em diferentes matrizes energéticas — até 2020, o país quer ter 50% da energia consumida proveniente de fontes renováveis.

O país tem progredido continuamente neste ramo. Em julho de 2015, os parques eólicos produziram tanta energia que ultrapassaram a demanda nacional, chegando a 140% de geração.

A título de comparação, em julho de 2015, a energia eólica no Brasil foi responsável por 3% de toda a energia produzida no Sistema Integrado Nacional. É bem pouco, porém o governo tem investido em geração de energia limpa, sobretudo no Nordeste.

Que o compromisso da Dinamarca em energias renováveis seja uma lição para o resto do mundo.

[Energinet]

Imagem: AP Photo/Lars Skaaning, Polfoto.