Apesar da tecnologia de discos rígidos ter sido aperfeiçoada com o tempo, você seria corajoso em usá-los por mais de alguns anos sem fazer backup. Mas agora, uma equipe de cientistas fez um disco rígido de safira que, segundo eles, pode durar por um milhão de anos – só não espere poder comprá-lo.

O projeto nasceu quando repositórios de lixo nuclear perceberam que precisavam guardar os registros de onde o lixo havia sido enterrado, não apenas para o futuro próximo como por dezenas de milhares de anos. Hoje, não existe nenhum formato digital que dure com certeza por tanto tempo.

Por isso, uma equipe da ANDRA, agência francesa de gestão de resíduos, pediu para criar o melhor HDD possível: um disco de safira no qual se gravam informações usando platina. Feito com dois finos discos de safira industrial, o HD tem 20cm de extensão, segundo a Science.

Os dados são gravados com a platina em um lado de um dos discos, enquanto o outro disco é colocado por cima, formando um sanduíche de dados. Então, os discos são molecularmente fundidos. O hardware está imerso em ácido para testar sua durabilidade, e para simular os efeitos do tempo. Os pesquisadores estão otimistas, dizendo que ele pode durar até um milhão de anos.

Mas há dois pequenos problemas. Primeiro, o protótipo custou salgados US$30.000. Segundo, como guardar informação para alguém que vai usá-las daqui a dezenas de milhares de anos? Os pesquisadores disseram que “não têm ideia em qual idioma escrever nele”. Tirem fotos, então! [Science]

Foto por Scoobay/Flickr