Marca mais um na lista da autodestruição final da Humanidade. Um drone Warrior-Alpha da Força Tarefa Odin do exército dos EUA disparou contra forças inimigas sem nenhum piloto dentro. A variante do Predador foi controlada por soldados comuns:

Nós sabemos que temos esta capacidade, mas nunca tivemos a oportunidade de usar isto antes.

Estas são as palavras do cabo Philip Cheng, que – junto com o subtenente Jerry Rhoades e o especialista James Pegg – controlou o robô para atacar o inimigo, disparou os mísseis e “neutralizou ambos os alvos”. Isto provavelmente significa que pilotos profissionais estarão fora da jogada, com soldados comuns tendo controle total sobre o suporte aéreo à infantaria. Isso é muito legal.

E com “legal” eu quero dizer “estamos fodidos”, da mesma maneira que “neutralizado” significa “morto”. [Multinational Force via Wired]