Depois de ignorar o bom português em diversos Tweets e fazer ótimos trabalhos em ASCII art como este simpático barquinho, a agremiação de hackers LulzSec anunciou que encerrará suas “atividades”.

Além de requentar e “vazar” o controverso relatório da operação Satiagraha, o LulzSec Brasil lista entre seus maiores feitos a publicação de informações públicas da presidente Dilma e do prefeito de São Paulo Gilberto Kassab, senhas da USP que não funcionam e nomes de terceirizados aleatórios da Rede Record. A mensagem de despedida diz que a luta continua, companheiros.

Nossa missão foi trazer ao conhecimento de todos a Idéia Anonymous, uma Idéia capaz de mudar um País, uma Idéia capaz de mudar uma nação, uma Idéia capaz de mudar sua vida, e a vida de todos.

Nós acreditamos que o cyberativismo pode ser de fato útil para a sociedade. Mas a jornada do LulzSec, de ações inócuas como ataques tipo DDoS ao apoio da anarquia pela anarquia não rendeu exatamente os frutos desejados. Depois das ações dos caras, os resultados mais claros foram capas sensacionalistas de jornais e revistas (como a Ameaça Hacker da INFO) e a votação em urgência de um projeto de cybercrimes provavelmente inócuo e cheio de buracos perigosos. A luta continua, sim, mas precisamos de um barco melhor que essa jangada que não deixa muitas saudades.