Não existe pergunta boba. E a internet está aí para provar isso. Afinal, qualquer dúvida, mesmo sobre os temas mais complexos, vai entregar para você uma resposta — ou, melhor dizendo, um resultado. 

Vamos tomar como exemplo os assuntos relacionados a espaço. Buracos negros são mesmo buracos? O que é uma estrela anã-branca? Quantos quilômetros tem um ano-luz? A lista de perguntas possíveis vai longe.

Um levantamento feito pela equipe de roleta online da Betway foi atrás de descobrir o que os brasileiros costumam perguntar quando falamos de Universo. A pesquisa considerou as principais buscas mensais apontadas pelo Google Trends e SEMRush, plataformas de classificação de dados online, nos últimos 12 meses. Vamos a ela.

Resultados

“O que é o Universo?”, por exemplo, liderou as buscas — e foi especialmente questionado por quem vive em Roraima, no norte do Brasil. Existe também bastante curiosidade em torno do “lugar mais frio do Universo”, termo que movimentou 2910 buscas todo mês.

O físico teórico e professor titular da IF-USP, Elcio Abdalla, explica que no espaço “há locais com temperaturas baixíssimas, como, por exemplo, planetas distantes, onde a temperatura fica poucos graus acima do zero absoluto”.  Atualmente, o lugar mais frio do Universo mapeado pelos cientistas é a Nebulosa do Bumerangue (ou “Nebulosa da Gravata Borboleta”), uma nebulosa protoplanetária que atinge temperaturas de até -272 ºC. 

Com número similar de pesquisas (2900), há também quem busque saber “o tamanho do Universo”. Tá aí uma resposta difícil. Segundo Elcio, “desde o início, a luz percorre o espaço por 13,7 bilhões de anos. Não se tem certeza se o Universo é aberto ou fechado, possivelmente seja infinito”. Veja abaixo o ranking das 10 pesquisas mais feitas pelos brasileiros na internet sobre o tema: 

O pico de buscas em relação à “qual a maior estrela do Universo?” foi no estado de São Paulo. E, , como você sabe, a resposta para essa pergunta não é o Sol. “Estrelas podem ser muito grandes, quanto maior, menos tempo vivem. A maior estrela conhecida parece ser a UY Scuti, perto do centro da via Láctea, sendo 5 bilhões de vezes mais massiva que o Sol, e tendo um raio 1.700 vezes maior”, explica Abdalla. 

Há quem queira saber se o “Universo é feito de água”. Abdalla conta que não é possível nomear todos os componentes do Universo: “entre o que se pode ver, a matéria clara, temos 75% de hidrogênio, 24% de hélio, e resquícios de outros átomos e neutrinos. Ou seja, humanos estão em ínfima minoria. Além disso, esta parte clara corresponde apenas a cerca de 5% do Universo, o resto sendo um verdadeiro breu”.

Seria muito difícil também encontrar em um livro de ciências a resposta para “a estrela mais bonita do Universo”, com 70 pesquisas mensais apontadas. É possível listar as mais brilhantes, sendo o Sol a mais brilhante de todas, seguida pelas estrelas Sirius e Canopus, resumindo em um top 3. Mas definir a mais bonita é bem difícil, afinal, beleza é algo bastante pessoal. 

Há também quem busque saber se “a lua é de queijo” — pelo menos 10 buscas mensais nos últimos 12 meses — ou se o “Sol é verde”, mas essa pode ser apenas uma impressão dos olhos de quem vê. “Estrelas emitem vários comprimentos de onda. Podemos dizer que ele é da cor que o vemos, para nossos olhos, mas há uma enorme gama de frequências sendo emitidas pelo Sol”.

Os resultados apontam para alguns padrões de pesquisa no mínimo inusitados. O termo super específico de busca “histórias mal assombradas do espaço sideral”, por exemplo, foi repetido pelo menos 10 vezes por mês pelos brasileiros no último ano.

Outra busca nessa linha é “coisas do espaço sideral com a letra D”, com pelo menos 50 buscas. Uma resposta para essa busca seria Deimos, uma das duas luas de Marte. A outra se chama Fobos, e ambas foram descobertas em 1877 pelo astrônomo norte-americano Asaph Hall.

Confira as outras perguntas curiosas sobre o Universo que as pessoas andam fazendo na internet: