Graças à existência solitária do robô Curiosity, nós conseguimos as imagens mais nítidas e mais detalhadas de um eclipse solar visto de Marte – pelo menos, este é o melhor que nós, humanos, podemos ver.

Mas tente não pensar na imagem como se fossem olhos – se você fizer isso, não terá volta!

A rocha que fica à frente do Sol é Fobos, a maior lua de Marte. Você vê acima um eclipse solar anular, que deixa esse lindo anel de luz ao redor da silhueta irregular da lua. As fotos foram tiradas em 17 de agosto, de três em três segundos.

Mark Lemmon, que trabalha com a câmera MastCam do Curiosity, diz que este é o mais próximo que Marte chegará de um eclipse total. Na verdade, a natureza anular do eclipse até foi uma surpresa, como ele explica no comunicado à imprensa:

Esta é, de longe, a imagem mais detalhada de um trânsito lunar marciano que já vimos, e é especialmente útil por ser anular. Ele chegou ainda mais perto do centro do Sol que o previsto, por isso nós aprendemos alguma coisa.

O que eles aprenderam? As observações do Curiosity permitem a pesquisadores calcular, com mais precisão, a órbita de Fobos ao redor de Marte.

Estas imagens são as primeiras com alta resolução, e podem até mesmo virar um pequeno vídeo no futuro. Mas, por enquanto, teremos que nos contentar com a imagem acima. [NASA via RedOrbit.com]