Em 2016, a Apple decidiu alterar o design do seu emoji referente a arma. Ele consistia em um revólver e passou a ser uma arma de água de brinquedo. Aparentemente, a iniciativa da empresa influenciou o mercado, fazendo com que todas as plataformas mudassem o design ou anunciassem um alteração.

Por que outras pessoas não veem seus emojis e como arrumar isso
Como um emoji é criado, e quais ainda estão por vir

Na época, não houve uma explicação explícita da Apple sobre a razão da mudança, mas acredita-se que tem relação com o fato de a empresa entrar no debate sobre o desarmamento nos Estados Unidos. Havia, inclusive, uma campanha de ativistas nos EUA intitulada #DisarmTheiPhone em 2015.

Evolução de emojis de arma sem as últimas atualizações anunciadas pelo Facebook e pela Microsoft. Crédito: Emojipedia

Pois bem, estamos em 2018, e a maioria das plataformas agora vai aderir a pistolas de brinquedo em vez de uma arma real como emoji.

A Microsoft, que até 2016 usava uma espécie de arma espacial e mudou para um revólver, anunciou recentemente o redesign para uma pistola de brinquedo. Em um comunicado, a companhia informou que está “em um processo de evolução de nossos emojis para refletir nosso valores e o feedback que recebemos”. Vai ficar assim o novo emoji:

O Google e o Facebook também entraram na onda. Um representante da rede social informou ao Business Insider que planeja um emoji de arma mais parecido com o oferecido pela Apple, Samsung e Android. O argumento usado pela empresa é prevenir confusões. Além disso, o Facebook diz que vai discutir com o Unicode Consortium, a instituição que supervisiona os emojis, a consistência nos designs entre as plataformas.

Ninguém menciona abertamente razões políticas, mas, considerando os últimos incidentes nos Estados Unidos, parece que nenhuma empresa quer ficar mal perante parte da opinião pública e parecer “pró-armas”. Em 2016, por exemplo, havia a possibilidade de haver um emoji de rifle, mas nenhuma empresa aderiu.

[Business Insider]

Imagem do topo por Microsoft