O mercado de TI cresce exponencialmente a cada ano, provando ser promissor para os profissionais do nicho. No entanto, a formação de profissionais e especialistas não acompanhou tal evolução, causando um déficit de mão de obra capacitada na área. Esse problema não é novo e vem alarmando empresas no setor de tecnologia e inovação.

Sendo considerada uma profissão-chave e que exige conhecimentos específicos, a carreira de um especialista em TI é necessária para o desenvolvimento de sistemas cotidianos (utilizados majoritariamente por outras áreas de atuação) e pela segurança de informação, que atua na proteção dos nossos dados em uma sociedade completamente tecnológica.

Uma pesquisa realizada em 2020 pela Associação Brasileira das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação (Brasscom) diz que até o ano de 2024 o Brasil precisará de cerca de 420 mil profissionais na área de Tecnologia da Informação. Porém, por ano, a mesma pesquisa diz que o país forma apenas 46 mil profissionais capacitados no nicho.

Por que isso acontece?

A modernização de processos, além da implementação de novos sistemas e leis que abrangem proteção de dados, faz com que um profissional da área de TI seja requerido para além de empresas que se sustentam através de produtos tecnológicos, causando um gap de demanda no mercado, que já é escasso.

Ainda assim, especialistas na área procuram qualidade de vida além do sucesso profissional, mudando sua atuação de forma contínua e cíclica. A procura por salários que condizem com as jornadas custosas de trabalho também pode ser um problema. Do mesmo modo, existem questões de perda de talentos  por falta de valorização e investimentos de uma empresa para manter seu profissional no campo.

Atualmente, o maior desafio está na ponta do processo. O mercado enfrenta dificuldades em convencer jovens a se interessarem pela área , apesar de seu crescimento vertiginoso desvalorizando o nicho de tecnologia e o tornando menos atrativo para novas mentes.

No entanto, a situação pode ser revertida se houver iniciativas certeiras. A carreira de um profissional pode ser promissora e dinâmica, além de necessária para que alguns processos de produtividade e funcionamento sigam funcionando. Uma previsão realizada pela Gartner diz que, neste ano de 2022, os investimentos mundiais na área de TI podem chegar a até 4,5 trilhões.

Além disso, há muitas vagas disponíveis no mercado, e as chances de crescimento estão mais promissoras, já que as empresas estão mudando seus objetivos e esforços em prol da correção dos erros do mercado.

A melhor educação de TI no Brasil 

O IGTI (Instituto de Gestão e Tecnologia da Informação) oferece a melhor educação em TI do Brasil, com cursos presenciais ou 100% online, e pode ajudar você, que quer iniciar na carreira da tecnologia, ou que já é da área e tem interesse em sair na frente nesse mercado cada vez mais abrangente.

No site da IGTI você encontra os Bootcamps, que tratam de diferentes áreas do conhecimento do nicho, e cada um possui duração de 10 semanas. As aulas desta modalidade são ministradas ao vivo, o que oferece uma ótima oportunidade para fazer networking com os professores, bem como construir o aprendizado com outros estudantes.

Confira nossa seleção de Bootcamps para você se inscrever, arrasar nos estudos e integrar o mercado com diferenciais:

Para quem está iniciando

Agile

Cloud Computing

Data Science

Development

Gestão de TI

Inteligência Artificial

Transformação Digital

User Experience

Comece sua carreira, ou a alavanque, com a melhor educação em Tecnologia e Informação do Brasil. Inscreva-se agora no Programa de Assinantes do IGTI.

Confira mais artigos sobre a IGTI: