Além de uma tela maior, um dos maiores rumores sobre o próximo iPhone é que ele terá um conector dock bastante reduzido. Mas até que ponto ele será pequeno? E por que não usar microUSB?

Hoje, o iPhone usa um conector de 30 pinos se comunicar com outros dispositivos, principalmente seu computador. Ele existe há muito tempo; na verdade, tempo demais. Seu tamanho é um fator limitante, e retirá-lo poderia resultar em dispositivos mais finos e mais leves. É bem provável que a Apple mude isto.

Mas isto vai tornar obsoletos vários acessórios para iPhone e iPod, a menos que você compre um adaptador, e ainda existe a possibilidade do novo conector alterar o que os docks com alto-falante e conectores conseguem fazer.

Por que não microUSB?

O Cult of Mac explica muito bem como funciona o conector de 30 pinos, e como ele poderia ser reduzido. Sério, vale a pena ler. Lá, John Brownlee explica a importância do conector de 30 pinos, e responde à grande pergunta: por que não usar microUSB?

O problema com o USB… é que ele foi criado como um protocolo que padroniza periféricos de computador: teclados, mice, câmeras digitais, impressoras, drives, esse tipo de coisa. Em outras palavras, o USB espera que você use um computador tradicional que carregue drivers para um acessório.

E esse é o problema. O iPhone, iPad, iPod são computadores, mas eles não usam drivers. Só que, em termos de computação tradicional, eles ainda são acessórios. Como você faz um acessório conversar com outro sem drivers?

É aí que entra o conector de dock com 30 pinos. Ele permite que um iPhone, iPad ou iPod converse diretamente com acessórios, sem usar drivers.

Ou seja, o microUSB faz menos que o conector de 30 pinos, e não é uma alternativa de fato equivalente. Além de não permitir conexão direta (sem drivers), o microUSB não transmite vídeo em Full-HD: por isso vários smartphones têm a porta mini HDMI. (Ou, se possuírem MHL, podem exigir adaptadores desajeitados se a TV não for compatível.)

Brownlee lembra que os motivos da Apple, claro, vão além da tecnologia: o conector proprietário também é uma forma de gerar dinheiro. A Apple vende a certificação “Feito para iPod, iPhone ou iPad”, já distribuída a centenas de milhões de acessórios.

Reduzindo o tamanho

Por meses, o rumor era que a Apple usaria um conector menor de 19 pinos. A última vez que a Apple mudou o conector foi em 2003, quando a terceira geração do iPod migrou da porta FireWire. Mas agora temos boatos de conectores ainda menores, com oito ou nove pinos.

Assim como o nano SIM (também nos rumores), um conector menor seria um grande avanço para desenvolver e fabricar dispositivos menores. Mesmo que os pinos não sejam mais finos – um problema que existe há anos – a largura menor poderia ser usada para colocar outros componentes, que caberiam num iPhone com volume menor.

O Cult of Mac aposta em um conector de 19 pinos: esta é uma aposta segura, mas talvez seja conservadora demais. O código do iOS 6 faz referência a “9pin”: esta é uma das provas mais convincentes de um conector ainda menor. Então vejamos, pino a pino, o que a Apple poderia remover para um conector ainda menor.

O que pode ser eliminado

Eis tudo o que está presente no conector de 30 pinos atual, descrito pelo Pinouts:

E eis os pinos que poderiam ser eliminados sem problema:

29,30 GND aterramento do FireWire (-)

28 TPB (+) Dados via FireWire TPB (+)

26 TPB (-) Dados via FireWire TPB (-)

24 TPA (+) Dados via FireWire TPA (+)

22 TPA (-) Dados via FireWire TPA (-)

19,20 +12V Energia via Firewire 12 VDC (+)

17 NC Sem Conexão

14 NC Sem Conexão

8 Saída de vídeo composto (apenas com modo slideshow ativo no iPod Photo)

9 Saída S-Video Chrominance apenas para iPod Color e Photo

10 Saída S-Video Luminance output apenas para iPod Color e Photo

7 (?)

São 14 pinos. Perdemos oito apenas removendo a carcaça das conexões FireWire. Sim, iMacs e MacBook Pros ainda têm essa conexão, mas o formato está sendo abandonado. O Thunderbolt é a tecnologia de transferência para o futuro, e o USB 3.0 é o presente após conseguir entrar nos produtos da Apple. O S-Video é igualmente obsoleto, assim como os dois pinos “reservados” e o pino de vídeo composto. Se toda essa tecnologia não é exatamente ultrapassada, ela é pelo menos antiga o bastante para a Apple eliminar – especialmente de um formato que deve ficar presente nos próximos 10 anos.

Então eis a pergunta: a Apple quer continuar preparando seus aparelhos para o futuro, deixando pinos sobressalentes, assim como no conector de 30 pinos? Ou eles pensam “dane-se, conexão por cabos não é o futuro, e este novo conector vai durar mais dez anos”?

O que nos resta

Reduzir o conector a nove pinos seria, portanto, traumático. Os pinos que restaram dos cortes que fizemos acima seriam o bastante para os docks atuais funcionarem da mesma forma que nos últimos nove anos. Mas são cinco pinos só para áudio. Somando a funcionalidade básica de dock e o carregamento via USB, isso já passa dos nove pinos.

É o que parece estar em jogo aqui: vamos descobrir se o comprometimento da Apple a gadgets menores (mais finos) é forte o bastante para mudar a forma como eles interagem com os acessórios antigos.

Há formas criativas de se remover pinos? Claro, talvez. A Apple poderia usar os quatro pinos presentes na entrada 3,5mm do iPod Shuffle e combiná-los a um conector menor. Ela economizaria espaço interno no celular – o maior objetivo de reduzir o conector – mas a implementação seria, bem, problemática. Ou talvez até pouco realista.

A outra solução bastante discutida, mas igualmente inviável, seria trocar o conector de 30 pinos por Thunderbolt. 10 gigabits por segundo! Isso resolveria tudo, não? Bem, na verdade não. Você ainda precisaria de componentes de áudio para se comunicar com os acessórios. Além disso, o Thunderbolt ainda custa caro, e está presente em poucos computadores. No fim, ele só inflaria o número de pinos de volta a 19, sem substituir muito – só acrescentando exigências.

Sem fios?

Conversamos com o executivo de uma fabricante de acessórios, e ele acredita que seria pelo menos possível que a Apple reduza a funcionalidade do conector dock. No curto prazo, isto pode ser inconveniente. Mas no longo prazo, diz ele, a empresa já está preparada, porque foca quase todos seus recursos em operar sem fios.

E esse pode ser o futuro no qual a Apple aposta. Quem precisa conectar o dispositivo ao laptop se é possível fazer tudo via Wi-Fi ou Bluetooth 4.0? O futuro deve conter menos pinos, não mais.

Então a situação mais lógica seria a Apple usar 19 pinos, mantendo-se numa posição para se adaptar a novas tecnologias. Mas uma mudança maior, para nove pinos? Isto significa um iPhone em estrita dieta – que talvez venha sem parte da funcionalidade que esperamos.

Imagem acima por Melablog