Sem sofrer muito com possíveis acusações de truste ou problemas no pagamento, a Sony acaba de concluir a compra da parte da Ericsson em sua parceria de uma década, a Sony Ericsson. O negócio todo custou mais de 1 bilhão de euros. Mas o que podemos esperar dos próximos smartphones da Sony?

O que podemos esperar, logo de cara, é uma integração maior entre os produtos da Sony e seus smartphones. Se antes a empresa dependia de tecnologia da Ericsson e não tinha muito interesse na casa conectada do futuro, as coisas provavelmente mudarão agora. É o que Steve Walker, diretor de marketing da Sony Ericsson no Brasil, dá a entender em e-mail enviado aos usuários da marca:

No futuro, você pode esperar ainda mais integração entre os novos smartphones Sony Xperia com TVs, Laptops e Tablets da Sony.

Como lembra o pessoal do Android and Me, várias TVs da Sony já tem integração interessante com Blu-ray players e com o Playstation 3 — algumas, por exemplo, ligam automaticamente quando um dos aparelhos é ligado. São pequenos detalhes interessantes, e faz bastante sentido adicionar um smartphone à brincadeira.

Podemos esperar também aparelhos com um design mais interessante. Não que os aparelhos da Sony Ericsson fossem feios, mas eles não derrubavam queixos. A Sony soube fazer isso por décadas e ainda faz algumas das TVs mais bonitas que já vimos — sem contar na proposta radical de seus dois tablets. O primeiro smartphone da Sony-sendo-apenas-Sony é o Xperia S, e ele é bem bonitão. Mas podemos esperar mais durante os próximos anos.

E também nos resta torcer por mais investimento em games móveis. A Sony Ericsson já deu um passo bem diferente com o lançamento do Play, mas a Sony tem habilidades maiores para lançar mais aparelhos focados na “experiência Playstation”. Com o controle total dentro da empresa e com um aparelho já no mercado, podemos esperar uma versão melhorada do Xperia Play — melhor design, mais jogos, mais elementos que chamem nossa atenção.

Não pense que estamos apenas torcendo para que as coisas aconteçam. A Sony é uma empresa forte, mas que carece de produtos poderosos para voltar a chamar a atenção. Eles fazem aparelhos incríveis (alguns bem caros, convenhamos), têm muito talento lá dentro e agora aparentemente eles investirão bastante no mundo móvel. Adeus, Sony Ericsson, foi um prazer. Olá, Sony, tente nos surpreender novamente. [Android and Me; valeu, Juan!]