Toda galáxia em espiral tem um buraco negro supermassivo em seu centro, então isso não é nada demais, certo? Errado: cientistas descobriram um enorme buraco negro que pesa 17 bilhões de vezes mais que o nosso Sol – e coloca em questão tudo o que pensávamos sobre a evolução do nosso universo.

Descoberto usando o Telescópio Hobby-Eberly no Observatório McDonald, o buraco negro NGC 1277 bate todos os recordes. Não apenas ele pesa 17 bilhões de vezes mais do que o sol, como também tem 11 vezes mais o tamanho da órbita de Netuno.

Vamos colocar de outra forma: a luz leva 17 minutos para atravessar o diâmetro da órbita da Terra. Em comparação, ela leva 4 dias para viajar o diâmetro deste buraco negro. Essa coisa está fora de escala.

Tão fora de escala que os cientistas estão quebrando a cabeça. Karl Gebhardt, um dos pesquisadores por trás da descoberta, explicou:

A massa do buraco negro é muito maior do que o esperado… nos faz pensar que cada galáxia massiva tem uma forma física diferente em como os seus buracos negros crescem

Ele mexe com algumas das teorias existentes sobre a formação e crescimento dos buracos negros – além da dinâmica fundamental do universo. De volta aos livros, físicos. [McDonald Observatory via Universe Today]