Existem usos mais adequados para tecnologias como a do Google Glass do que piscar para tirar uma foto, e a BAE Systems está investindo nisso com o Q-Warrior, um capacete equipado com uma tela para ajudar soldados no campo de batalha.

Trata-se de um capacete com um heads-up display 3D e totalmente colorido e em alta resolução que mostra dados e vídeos como uma extensão da visão do soldado. Ele ainda tem recursos como visão noturna, pontos de interesse e informações de rota, e, segundo a BAE Systems, também consegue identificar se uma pessoa específica faz parte de uma “força hostil” ou não.



qwarrior2

Ele vai funcionar em conjunto com o Army Tactical Assault Light Operator Suit (TALOS), um exoesqueleto robótico capaz de parar balas e de aplicar curativos em ferimentos. O TALOS está sendo desenvolvido pelo Comando de Pesquisa, Desenvolvimento e Engenharia do Exército dos EUA, e é mais ou menos como uma armadura do Homem de Ferro adaptada para guerras.

O Q-Warrior inicialmente não vai para o campo de batalha – ele será implantado em áreas das Forças Especiais, como durante tarefas de combate a terrorismo, antes de ser levado a soldados dos EUA. [Wired]

http://www.youtube.com/watch?v=bWsWOFcXHU4