Não vamos te julgar por achar que Julius Horsthuis passou semanas projetando e animando o curta de ficção científica, Fraktaal, usando um software 3D. Mas o artista revela que “aconteceu que eu sou um animador preguiçoso”. Assim, ele fez uso de complexos padrões fractais matemáticos para automaticamente gerar os mundos alienígenas e as cidades visitadas no filme.

Não é a primeira vez que Horsthuis usa animação fractal, mas, no adequadamente nomeado Fraktaal, é fácil se esquecer que você está assistindo ao resultado de algoritmos matemáticos. Quando tempo será que vai demorar até o próximo sucesso de ficção científica de Hollywood ser gerado inteiramente por um computador?

[Vimeo via The Awesomer]