A China está na corrida para construir o edifício mais alto do mundo, mas mesmo que ela consiga, o reinado não deve durar muito tempo – e tudo por causa de um elevador. Mais especificamente, um elevador que pode subir 1.000 metros – duas vezes mais do que qualquer outro já feito.

Desenvolvida pela empresa finlandesa KONE, uma nova tecnologia de elevação chamada UltraRope torna possível chegar a esta altura. Enquanto a maioria dos elevadores modernos usam cordas de aço, a UltraRope consiste em uma corda de fibra de carbono extremamente leve cercada por um revestimento de alta fricção.



Como a corda é leve, ela não apenas diminui o consumo de energia, mas também reduz o peso de praticamente todos os componentes: as cordas de elevação, as cordas de compensação, o contrapeso e o próprio elevador.

Mas os benefícios não envolvem apenas o peso, de acordo com a KONE. “A fibra de carbono ressoa em uma frequência completamente diferente do aço e de outros materiais de construção”. Isso diminui atrasos no elevador que podem ser causados pelo balanço natural do prédio. Além disso, a corda pode durar o dobro do tempo e não exige nenhuma manutenção para lubrificação.

Atualmente, apenas quatro prédios no mundo inteiro superam a marca de 500 metros de altura, e existem planos para mais 20 nos próximos anos. Com as possibilidades da UltraRope, este número pode aumentar consideravelmente. [Arch Daily]