Espero que nenhum cientista maluco descubra um raio expansor, porque eu não quero ver esse verme hidrotermal do tamanho de uma baleia. Se bem que, para falar a verdade, eu não quero vê-lo nem do tamanho de um alfinete.

A imagem foi registrada pelo microscópio Quanta, da FEI, que é capaz de dar um close impressionante de até um milhão de vezes. O monstro microscópico foi encontrado em uma abertura hidrotermal, uma fissura na Terra que coloca água e gases quentes em contato, criando ecossistemas ricos. Vermes desse tipo não têm sistema digestivo — eles têm bactérias que transformam hemoglobina em compostos de carbono. O verme pode absorver os componentes diretamente.

Sim, há uma bactéria vampira vivendo dentro desses vermes. O mundo é mesmo incrível. [FEI]