Em ano de eleição, é comum bater aquela apatia de que nada muda na política tradicional. Mas grandes mudanças acontecem aos poucos, e a política pode ganhar um novo significado – especialmente nas mãos dos jovens. Como? É o que o estudo Sonho Brasileiro da Política quer revelar, mas ele precisa de sua ajuda.

A pesquisa quer entender como a política pode ser ressignificada, e como jovens fazem política sem serem políticos. Em tempos de eleições presidenciais, é um debate necessário: o modelo representativo está falido? Se sim, o que fazemos para consertá-lo?



O estudo está sendo realizado em sete capitais brasileiras (Belém, Belo Horizonte, Brasília, Porto Alegre, Recife, Rio de Janeiro e São Paulo) e custará, no total, R$ 650 mil. A agência de pesquisa Box1824, especializada em tendências de consumo e comportamento jovem, está arrecadando parte desse valor no Catarse – e a campanha acaba amanhã.

Você pode doar a partir de R$ 10, mas a meta é ambiciosa: R$ 200.000 até 04/06, a maior campanha do Catarse, se der certo. O projeto só será financiado caso todo o valor seja arrecadado; senão, o valor volta aos doadores.

Carla Mayumi, sócia da Box1824, diz que o novo estudo está garantido: a pesquisa de campo será realizada até agosto deste ano, e os resultados serão publicados em setembro.

O crowdfunding é justamente para ajudar na forma como ela será divulgada. Mayumi explica: “os R$ 200 mil servem para darmos mais corpo à fase quantitativa, lançarmos uma plataforma online para disseminação dos resultados e ajudar com os custos da pesquisa qualitativa”.

A agência garante que, “além de não ter lucro com este projeto, poderia estar envolvendo seus profissionais em projetos lucrativos”, e expõe todos os gastos neste link.

Esta é a continuação do estudo O Sonho Brasileiro, realizado entre 2009 e 2011, que procurava definir um perfil amplo dos jovens entre 18 e 24 anos. Nela, 83% dos jovens acreditam que o grande problema do Brasil é o poder político concentrado nas mãos de poucos; 59% deles dizem não preferir qualquer partido político. Os resultados não envolvem só política, e podem ser consultados gratuitamente aqui.

O que mudou desde então, com as manifestações de junho e mais plataformas representativas na internet? O estudo pode ajudar a responder. Ajude o projeto aqui: [Catarse via Papo de Homem]