Na semana passada, pude jogar Xbox 360 na tela de maior tamanho e mais alta resolução do mundo. Com 3,36 m de altura e 36,6 m de largura, é um absurdo. Fez a TV de plasma de 150 polegadas da Panasonic parecer um brinquedo.

Tive a sorte de ser chamado para participar como convidado do programa de video game do CollegeHumor, Bleep Bloop. Aparentemente, depois de trabalhos, ahn, “testando” as telas de plasma de 103” e 150” da Panasonic, virei algo como um expert em jogar video games em monitores ridiculamente grandes. Animal.



De acordo com o pessoal da IAC, que abriga essa monstruosidade no lobby de sua matriz, é a tela de maior tamanho e mais alta resolução do mundo. Isso é para dizer que há telas maiores com resolução mais baixa e telas menores com resolução mais alta, mas esse bad boy tem a maior combinação das duas especificações. Sim, é grande.

DSC_2405DSC_2400DSC_2398DSC_2396DSC_2391DSC_2384DSC_2383DSC_2378DSC_2371DSC_2362DSC_2361DSC_2350

Infelizmente, por ter 36,6 m de largura, ela tem uma proporção de formato que não é projetada para coisas comuns como TV ou video games, funcionando como um estranho espaço de arte na maior parte do tempo. Por causa disso, nós só pudemos usar um pedaço da tela. Disseram-me, porém, que é possível conectar múltiplos consoles de uma só vez, possivelmente ligando-os juntos, lado a lado, para algum tipo de demonstração épica de multiplayer. Quero muito fazer desse sonho realidade, mas isso é para outro dia.

Mahoney e eu tivemos a oportunidade de conferir como é o negócio atrás da parede, e é um setup maluco. Há 21 projetores apontados para 42 espelhos – dois espelhos para cada projetor –, que se combinam para preencher a gigantesca tela.

Quanto a jogar com essa tela, é de matar. Obviamente, jogar video games em telas grandes é muito divertido. Mas, com toda a sinceridade, chega um ponto em que você deixa de prestar atenção na tela gigante. É uma novidade legal durante um tempo, e depois você fica apenas focado em não cair dos malditos prédios em Mirror’s Edge. Acho que você consegue se acostumar com tudo.

Telas grandes assim são legais mesmo para jogos com a tela dividida. Se jogássemos Call of Duty 4 nesse negócio, por exemplo, todos os quatro jogadores teriam o equivalente a uma TV de 134 polegadas para ver. Mas uma tela como essa não é uma opção para qualquer um além de Barry Diller (CEO da IAC). De qualquer maneira, se você alguma vez tiver a oportunidade de passar uma tarde brincando com uma, não vai querer recusar.

Agradecimentos a John Mahoney por tirar fotos e a Jeff Rubin e Pat Cassels por me receberem no Bleep Bloop! [CollegeHumor’s Bleep Bloop]