Produzir iPad no Brasil? Complicado, caro, demora. Mas iPhones, por que não? De acordo com nossas fontes a fábrica da Foxconn está fabricando iPhones a pleno vapor. As maçãzinhas estão basicamente prontas para serem entregues, como mostram essas fotos conseguidas com exclusividade. O mais interessante: eles são umnovo modelo que, tudo indica, terá menor capacidade e será mais barato. É, amiguinhos. Falta pouco para você ver um iPhone 4 made in Brazil a um preço razoável. Juntemos as peças:

Desde o anúncio do Governo brasileiro que a Foxconn investiria bilhões no Brasil, só se fala praticamente em “fabricar iPads”. Mas em algumas entrevistas, o ministro Aloízio Mercadante deixou claro que os primeiros produtos com a maçã a sair da fábrica da Foxconn em Jundiaí seriam iPhones e iPods – a quantidade de adaptações necessárias para fabricá-los é bem menor. O que não deixa de ser um privilégio: esta é a primeira fábrica de iCoisas fora da China. Mercadante prometeu que os primeiros produtos da Apple seriam fabricados aqui “a partir de julho”. A informação que temos é que o time de iPods e iPhones na Foxconn está 100% dedicado aos smartphones por ora. E agora não só temos provas disso, como parece que a produção foi ligeiramente atrasada para coincidir com a chegada dos novos iPhones. Veja esta foto:

O codinome do iPhone 4 é N90. Ali no canto superior esquerdo deste lote aparentemente reprovado (por lentes “manchadas”, talvez), lê-se N90A . Vários rumores nos últimos dias, como este post do 9to5Mac, apontam para a inclusão deste novo modelo entre os produtos da Apple. Nossa aposta é que ele é o iPhone 4 de 8 GB bastante especulado. Por fora, ao menos nas fotos que temos, ele é rigorosamente igual ao iPhone 4:

Em toda atualização de iPhone, a Apple reduz o preço dos aparelhos da geração anterior. Hoje você consegue encontrar o iPhone 3GS de 8GB por R$ 999 desbloqueado, o que ainda é bastante caro, mas é uma vitória no nosso mercado. Um iPhone 4 assim, por esse preço faria todo o sentido, e justificaria a construção de uma fábrica aqui. Somos o terceiro mercado mobile do mundo, mas temos uma quantidade muito pequena de smartphones – apenas 5,8% das vendas do último ano, segundo a Nielsen. O iPhone tem apenas 10% de participação aqui, contra 39% do Android – há bastante espaço para crescimento e, com um smartphone sensacional como o iPhone 4 a um preço decente, o jogo deve mudar. Ao menos as pessoas não comprarão Galaxies por falta de aparelhos da Apple no estoque.

Saberemos mais detalhes na terça-feira, quando a Apple apresentará o novo aparelho, que pode ser um bastante remodelado iPhone 5 ou um iPhone “4S”. De uma forma ou de outra, é certo que ele terá uma nova câmera de 8MP e o processador A5 do iPad 2. E, mais certo ainda: logo logo poderemos achar um iPhone 4 com “Designed by Apple in California, Assembled in Brazil” nas lojas. Quem aqui vai comprar?

 

* Obrigado, amigos que completaram esta missão arriscada!