O Google oferece um monte de serviços — da busca ao sistema operacional do seu celular. No entanto, por trás de quase tudo isso está por trás a missão da empresa criada em 1998: organizar as informações do mundo e torná-las acessíveis para todos.

Pois bem, o Google agora oferece um bom serviço para serve tanto para quem é curioso tanto para quem é aporrinhado pelo filho/sobrinho sobre quem inventou determinadas coisas. Trata-se da exposição virtual “Once upon a try” que conta histórias e curiosidades de grandes invenções, do tipo “quem inventou o papel?” ou “quais foram as primeiras tecnologias criadas pelo humano?”.

Primeira máquina de escrever da OlivettiA primeira máquina de escrever feita por Adriano Olivetti. Crédito: Google Arts & Culture

Presente na plataforma Google Arts & Culture, a exposição é fruto de uma parceria com 110 instituições e fundações da área de ciência e tecnologia de 23 países, entre elas a NASA, por exemplo. Aliás, tem uma parte lá específica sobre comida espacial, que é bem interessante.

O bacana é que tem explicações de quase tudo e em diferentes tipos de mídia, como vídeo, quadros explicativos e até infográficos. O ruim é que quase todo o material está em inglês, ainda que a “capa” da exposição esteja toda adaptada em português.

Em alguns conteúdos em texto, aparece um botão “traduzir com o Google” (por exemplo, este aqui: “ideias que mudaram o mundo”). Já em outros, como este da “surpreendente história dos radiadores”, só em inglês mesmo.

Dentre os conteúdos interativos, um dos destaques é o passeio em 360º pelo ônibus espacial Discovery e do primeiro mapa que se tem notícia em que o continente americano é citado.

Além de falar de invenções do passado, a exposição virtual também especula sobre o futuro, falando qual deve ser o tipo de comida que teremos acesso nos próximos anos e uma discussão sobre robótica e de como os robôs devem influenciar o mundo que vivemos.

Enfim, a exposição “Once upon a try” é uma forma bacana de se gastar um tempo aprendendo sobre os principais avanços científicos e tecnológicos da humanidade. Quem sabe a iniciativa não ajuda a inspirar inventores e criadores da próxima geração.