Eu não sei o que pensar do filme Terminator Salvation (por aqui, Exterminador do Futuro 4). Eu gosto da idéia de decadência passada por estas ilustrações de conceitos da produção que vazam por aí em detrimento dos robôs todos lustrosos exibidos nos filmes anteriores. Mas, por outro lado, é como se os produtores pegassem a idéia e a sensação de Matrix, Transformers e de algum filme de zumbi de George Romero, jogassem tudo em um liquidificador e dissessem “aperte o botão, Frank”. Mas, pensando bem, acho que só existe uma maneira de retratar maquinário de guerra pós-apocalíptico. Esta:

 

Estou impressionado com os Coletores, aqueles mechas gigantes que você vê ao lado do minúsculo T-600, uma versão anterior ainda mais zumbificada do T-800 do nosso governador Arnold. Mas “Mototerminador”? Rélô-ou! Isto significa que também teremos Carroterminadores? iPodterminador? Ah, o maravilhoso mundo do merchandising. Seja lá o que eles forem fazer, espero que eles encontrem algum uso para as bolas de fogo secretas de foguete cinético. [Filmonic via io9]