Falsos óculos 3D da JVC não dão dor de cabeça mas ainda parecem ridículos

A tecnologia digital revigorou o sonho tridimensional desde os idos tempos dos óculos de papelão e as dores de cabeça. A JVC apresentou um elegante protótipo de TV na CEATEC em Tóquio que converte vídeo 2D de alta definição naquilo que chamam de “pseudo 3D” em tempo real. Vestindo os óculos, são necessários alguns instantes antes do seu cérebro se ajustar, para então vídeos dos Alpes na primavera começarem a ter uma profundidade de esbugalhar os olhos. Não é convincente o suficiente para fazer você querer esticar a mão e querer tocar as flores, mas pelo menos faz as telas planas comuns parecerem bem, bem planas.

A tecnologia digital revigorou o sonho tridimensional desde os idos tempos dos óculos de papelão e as dores de cabeça. A JVC apresentou um elegante protótipo de TV na CEATEC em Tóquio que converte vídeo 2D de alta definição naquilo que chamam de “pseudo 3D” em tempo real. Vestindo os óculos, são necessários alguns instantes antes do seu cérebro se ajustar, para então vídeos dos Alpes na primavera começarem a ter uma profundidade de esbugalhar os olhos. Não é convincente o suficiente para fazer você querer esticar a mão e querer tocar as flores, mas pelo menos faz as telas planas comuns parecerem bem, bem planas.

Sair da versão mobile