Era uma vez, quando as pessoas na Rússia cultivavam grandes bigodes e enviavam outros coitados para a Sibéria, quando não havia GPS ou celulares toscos. Mas eles tinham faróis atômicos para iluminar o litoral ártico.

Como não havia maneira fácil de viajar de navio ao longo da costa setentrional da União Soviética, os espertinhos do regime comunista decidiram que eles precisavam uma cadeira de faróis autônomos que poderiam operar 24 horas por dia, 7 dias por semana e 365 dias por ano. A resposta: reatores nucleares leves e uma geração de guardas de faróis com quatro mãos e seis olhos.

11 7 6 3

No momento, estas estruturas podem ser visitadas, caso você não ligue para você ou seus futuros filhos correrem o risco de brotar uns membros extras – os faróis, obviamente, estão contaminados pela radiação. [English Russia]

NT: na minha opinião, Rapture foi inspirada especificamente neste farol daí. Vai ver tem Big Daddies debaixo dele.