De acordo com FBI, o cara aí da foto fazendo biquinho é Sabu, o chefão do LulzSec e mente por trás de vários ataques hackers marcantes no ano passado. Só que, segundos os federais, ele mudou de lado — tudo para não ir para a cadeia.

O nome Sabu é familiar: como membro do LulzSec, uma braço importante do Anonymous, ele programou ataques famosos contra a CIA, o FBI, a Sony e diversas outras corporações e governos. Ele era tipo o Capitão Hook. Mas isso acabou. De acordo com a Fox News, o FBI não só confirmou que Sabu é um desempregado de 28 anos chamado Hector Xavier Monsegur, como também disse que ele está “colaborando com o governo há meses”. Hoje, seis dos principais hackers do LulzSec foram presos. Sabu também foi preso — mas seus meses de colaboração com a polícia devem diminuir sua pena.

E de acordo com a Fox News, a colaboração é antiga:

Em 15 de agosto de 2011, Monsegur declarou-se culpado em mais de dez acusações relativas às atividades hacker. Nas semanas seguintes, ele trabalhou quase diariamente nos escritórios do FBI, ajudando os federais a identificar e finalmente prender membros de alta classe do LulzSec e do Anonymous, dizem as fontes.

Por que ele fez isso? A explicação da Fox:

“Ele não aceitou isso fácil”, disse um oficial envolvido com a mudança de Sabu ao FoxNews.com. “Foi por causa de suas crianças. Ele não queria ir para prisão e deixá-las. Foi assim que nós o pegamos.”

Ainda segundo a reportagem exclusiva da Fox News, o FBI chegou até Hector após ele se logar a um canal de IRC sem mascarar seu IP. Assim, eles descobriram seu endereço, em Nova York. Com isso, os federais começaram a mapear os passos de Sabu, sem pressa, com receio de que ele desconfiasse e destruísse provas importantes. E, após coletar informações suficientes para prendê-lo — como vendas de cartões de crédito falsos — eles foram atrás de Hector. Foi quando ele disse: “não fui eu, vocês pegaram o cara errado”. Daí para contar com sua colaboração, aparentemente o FBI não teve muito esforço.

Você pode ler todos os processos contra os membros presos do LulzSec hoje clicando aqui; vale a pena também visitar a completa matéria da Fox News.