Arqueólogos trabalhando no Quênia descobriram as ferramentas de pedra mais antigas do mundo. Elas têm 3,3 milhões de anos, 700 mil anos a mais do que os instrumentos de pedra mais antigos já encontrados.

Na verdade, elas precedem até mesmo os seres humanos. A descoberta significa que talvez seja necessário repensar o que supomos sobre a evolução dos primeiros hominídeos.

A equipe arqueológica publicou um artigo na Nature com as fotos. Estas humildes rochas podem não parecer grande coisa para um olhar destreinado. Mas, para os arqueólogos, estes são claramente instrumentos: bigornas, lâminas com arestas afiadas, e martelos.

As ferramentas foram provavelmente feitas com técnicas rudimentares, como a Smithsonian Magazine explica:

Uma análise mais aprofundada das marcações nos instrumentos, e tentativas de replicar a produção deles, sugerem dois caminhos possíveis: o ferramenteiro pode ter colocado a pedra em uma rocha plana e a moldado com um martelo de pedra; ou ele poderia ter segurado a pedra com as duas mãos para batê-la contra a base de uma rocha plana.

Ao todo, os pesquisadores descobriram 149 artefatos de pedra em um local no norte do Quênia.

Ferramentas antes de humanos (5) Ferramentas antes de humanos (4)

Antes dos humanos

Mas é a idade que surpreende: a datação por isótopos de carbono – realizada nas cinzas vulcânicas e minerais magnéticos embutidos nas rochas – diz que os instrumentos são mais antigos que o gênero Homo, que surgiu há 2,8 milhões de anos.

Quem realmente fez as ferramentas é uma incógnita. Um dos candidatos é o Kenyanthropus platyops, descoberto pela primeira vez no Quênia em 1999.

“Esta descoberta desafia a ideia de que as características principais que fazem de nós seres humanos – criar ferramentas de pedra, comer mais carne, talvez usar linguagem – evoluiu de uma só vez de forma pontuada”, diz Jason Lewis, paleoantropólogo da Universidade Rutgers e coautor do estudo, à Smithsonian Magazine.


Imagem recria rosto do Kenyanthropus platyops para exposição no Hessisches Landesmuseum (Alemanha)

Questionando a teoria

A narrativa atual é a seguinte: à medida que o clima da África mudou, transformando florestas em savanas, os antepassados dos hominídeos se espalharam pelo continente. Surgiram novas fontes de alimentos – carne, vegetais e nozes – e a necessidade de criar ferramentas para processá-los. Assim teriam surgido os precursores do Homo sapiens.

Mas alguns estudos vêm minando essa teoria. Em 2010, pesquisadores descobriram ossos de animais fossilizados no Quênia datando de 3,4 milhões de anos atrás, com marcas de corte neles. E estudos mostram que chimpanzés usam pedras como martelos ou bigornas por conta própria na natureza. Na verdade, o macaco bonobo é capaz de criar ferramentas de pedra com um pouco de orientação.

Aqui no Gizmodo, estamos normalmente dedicados a trazer o que há de novidade na tecnologia. Estas, no entanto, são as humildes origens da tecnologia – as ferramentas mais antigas que se conhece no mundo. [Smithsonian]

Ferramentas antes de humanos (1) Ferramentas antes de humanos (2)
Imagens por MPK-WTAP